Vídeo que mostra Jaime Bagattoli destruindo mureta repercute em rede nacional

Empresário foi preso em flagrante pela Polícia Federal e solto após pagar fiança.

108708
Apresentador Sikêra Júnior. (Foto: Istoé)

A atitude tomada pelo empresário Jaime Maximino Bagattoli de destruir com as próprias mãos uma obra pública do DENIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) que era construída em frente ao seu posto de combustível na margem da BR-364, em Vilhena, ganhou repercussão no país no Alerta Nacional, um programa policial de televisão gerado pela TV A Crítica e transmitido para todo o Brasil pela Rede TV, sob o comandado do apresentador Sikêra Júnior. (Veja o vídeo.)

O empresário alega que a construção da obra do DENIT impede o acesso ao seu posto de combustÍvel. Ele conseguiu na Justiça uma liminar para barrar o prosseguimento da obra e defende a construção de rotatória no local. Bagattoli se propôs, inclusive, a custear parte da da obra.

Pelo gesto, Jaime Bagattoli e o seu irmão Orlando Vitorio Bagattoli, que ajudou na destruição, vão ter que responder na Justiça Federal pelo crime de dano qualificado (Art. 163 do Código Penal). A pena pode chegar a 3 anos de detenção e multa. Orlando pode ser indiciado ainda por praticar vias de fato. Segundo a polícia, ele foi flagrado empurrando e agredindo verbalmente o técnico de infraestrutura e transporte do DNIT, Elianai Silva de Andrade.

Jaime Bagattoli é pecuarista, agricultor e empresário de sucesso no estado. Ele ganhou notoriedade no cenário político regional pelos 212.077 mil votos conquistados como candidato ao cargo de Senador em Rondônia pelo PSL, em 2018, e por bancar do próprio bolso sua campanha e de outros políticos do partido, entre eles, o atual governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha. Foi a primeira disputa de Bagattoli em uma eleição política. Ele não se elegeu senador.

Publicidade


Comentários