Confraternização de idosos relembra atividades do CATI desenvolvidas ao longo do ano

804

Durante todo o dia de ontem o Cati (Centro de Atendimento à Terceira Idade) fez uma confraternização com os funcionários e idosos quedurante esse ano compartilharam as alegrias de participarem juntos dos inúmeros projetos oferecidos pelo programa, como também a tristeza de perderem alguns companheiros.

No total são 15 profissionais com a única missão de trazer mais saúde e alegria a vida dos mais de 500 idosos que participam frequentemente das atividades. Também foi um ano de superar a perda dos amigos: mais de 10 integrantes do Cati não estão mais com seus amigos e agora fazem parte da memória de todos. Na confraternização estes foram lembrados com muito carinho.

Estiveram presentes também a secretária de assistência social Patrícia da Glória e o assistente social Rafael Reis. Realizada na chácara da Associação da Polícia Civil, a confraternização começou logo cedo com café da manhã caprichado, seguiu com atividades lúdicas, diversão e almoço de vatapá com frango assado. Dança, karaokê e muita animação agitaram o evento até as 16h30. O pioneiro e também um dos fundadores da associação, Júlio Della Flora, desfruta da alegria de ter vivido o crescimento do Cati ao longo dos últimos 20 anos. “Eu me sinto com a missão cumprida. Quando vejo meus amigos na melhor idade felizes, amparados pelo projeto, me sinto orgulhoso e feliz”, explica.

Em 2019 as atividades prometem aumentar e os projetos que garantirão condições melhores para os integrantes da terceira idade serão ampliados.

Publicidade


Fonte: Semcom

Comentários