CADA ALA TEM SEU TIPO DE EPI: Secretário rebate denúncia de servidora do Hospital Regional sobre falta de proteção

2872
Secretário de Saúde de Vilhena, Afonso Emerick. (Foto: Renato Spagnol/Arquivo)

O secretário de Saúde de Vilhena, Afonso Emerick, rebateu, nessa sexta-feira, 5 de junho, as denúncias de uma servidora do Hospital Regional sobre a falta de equipamentos de proteção individual para os profissionais de Saúde, que estão atendendo pessoas com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus.

Ao Vilhena Notícias, o secretário disse que cada ala do hospital tem um tipo de EPI normatizado pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Afonso reforça ainda que a técnica de enfermagem, que vazou os áudios, atua na área de cardiologia e a máscara usada naquele setor é a cirúrgica e não a N95, que é exclusivamente destinada a profissionais que trabalhavam no setor de isolamento de pacientes suspeitos ou com diagnóstico positivo da covid-19.

Afonso explicou ainda que a Secretaria Municipal de Saúde dispõe de equipe técnica especializada e que há monitoramento diário. Ele afirma que não há a falta de equipamentos de proteção para os trabalhadores da saúde em Vilhena.

Comentários
Publicidade