4436

VÍDEO: Barco que foi jogado por guindaste no rio Guaporé é retirado da água

Três caminhões guindastes e dois tratores foram necessários içar o rebocador do rio

Embarcação foi retirada por três caminhões e dois tratores nesta quinta-feira (9) em Pimenteiras do Oeste. — Foto: Arquivo pessoal/G1

O barco rebocador quefoi jogado no rio Guaporé após um caminhão guindaste tombar na terça-feira (7/01) foi retirado da água nesta quinta (9/01), em Pimenteiras do Oeste. A Polícia Militar acompanhou a remoção da embarcação.

Três caminhões guindastes e dois tratores foram necessários içar o rebocador do rio. A embarcação pertence ao hotel flutuante Kariman, que disse que o rebocar teve muitos danos e deverá ser consertado no município.

Em nota divulgada um dia depois do acidente a Marinha do Brasil informou que enviou uma equipe de Inspeção Naval ao local do naufrágio para avaliar se houve vazamento de óleo no rio. As autoridades do município informaram que o acidente não deixou vítimas. Ainda em nota a Marinha disse que um inquérito para investigar as causas do acidente foi aberto.

Confira na íntegra nota da Marinha sobre o acidente:

Nota à Imprensa

Publicidade


A Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 9º Distrito Naval, informa que tomou conhecimento, ontem, 08 de janeiro, do naufrágio de uma embarcação, durante uma manobra de retirada da mesma da água, ocorrido no Rio Guaporé, nas proximidades do município de Pimenteira do Oeste (RO).

Assim que tomou conhecimento da ocorrência, a Capitania Fluvial de Porto Velho, enviou uma equipe de Inspeção Naval para apurar o ocorrido. Não há relatos de vítimas e poluição hídrica. Um inquérito já foi instaurado para apurar as causas, circunstâncias e possíveis responsabilidades pelo acidente.

O acidente

Um guindaste da empresa NC Montagens que içava um barco rebocador no rio Guaporé, em Pimenteiras do Oeste (RO), a 177 Km de Vilhena, não suportou o peso da embarcação e virou. O rebocador despencou de uma altura de cerca de 6 metros e naufragou.

O operador do caminhão conseguiu se afastar da cabine e se salvar. O rebocador, durante a queda, atingiu a embarcação Maanaim-IV de Porto Velho.

Comentários