6688

Novo vídeo mostra que acidente com guindaste em Pimenteiras foi resultado de vários erros

Falha humana pode ter provocado o acidente envolvendo o barco rebocador que pertence ao hotel flutuante Kariman e um guindaste nesta terça-feira (7/01), em Pimenteiras do Oeste, a 177 Km de Vilhena. A principal hipótese é que o operador errou nos cálculos de posicionamento do caminhão para fazer a manobra de deslocamento da embarcação.

O guindaste içava o rebocador no rio Guaporé e acabou não suportando o peso da embarcação e tombou.

Um vídeo feito por um navegante mostra que o posicionamento do guindaste exigia do operador uma manobra de alto risco: colocar a embarcação entre um poste da rede elétrica e uma árvore. A operação é vista de dentro do rio Guaporé. No vídeo o autor do registro questiona se o operador será capaz de realizar a manobra sem provocar um acidente e faz uma espécie de previsão do que aconteceria. “Nós assistimos a tragédia”, comenta a pessoa que filmou.

Segundo informações da polícia local e da gerência do hotel Kariman, que contratou o serviço, não houve registro de feridos. O hotel não relevou valores do prejuízo financeiro, que deverá ser custeado pela empresa dona do guindaste. Durante a queda o rebocador atingiu o barco Maanaim-IV de Porto Velho, que sofreu avarias.

Publicidade


Assista:

 

VÍDEO: Guindaste tomba ao tentar levantar barco em Pimenteiras do Oeste

Comentários