Prefeitura de Vilhena confirma primeiro caso suspeito de coronavírus na cidade

Suspeito de estar infectado é um adolescente de 11 anos que retornou de viagem aos Estados Unidos

17292
Foto: Divulgação/Semcom

Em uma coletiva de imprensa convocada às pressas na manhã deste domingo, 15 de março, a prefeitura de Vilhena confirmou o primeiro caso suspeito do novo coronavírus na cidade. Trata-se de um adolescente de 11 anos que veio do exterior com a família há cerca de uma semana e apresentou os sintomas relacionados ao COVID-19. O secretário municipal de Sáude, Afonso Emerick disse que todas as medidas estão sendo tomadas com base no fluxo elaborado pela Vigilância Epidemiológica Municipal e os protocolos do Ministério da Saúde.

O secretário confirmou que foi realizada coleta de material para a análise e encaminhado para Lacen – Laboratório Central de Saúde Pública de Rondônia –, em Porto Velho. Amostras do material também serão enviadas para o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. O resultado deve sair em uma semana.

O paciente suspeito de estar infectado retornou com a família de uma viagem aos Estados Unidos da América. O adolescente apresentou sintomas da doença e a família procurou as autoridades públicas de saúde do município. Além do jovem, a família também é monitorada. Até a sexta-feira (13) o CDC (Centro para Controle e Prevenção de Doença) dos Estados Unidos anunciou o registro de 1.678 casos de coronavírus.

EFEITOS

O caso suspeito não irá alterar, no momento, a rotina escolar da rede municipal. Segundo a secretária de Educação, Vivian Repsold as aulas serão mantidas. No entanto, ela afirma que esse panorama pode mudar nos próximos dias.

Publicidade


Para a titular da Semed (Secretaria Municipal de Educação), o ambiente escolar pode contribuir positivamente “com a ampliação de conscientização das pessoas” quanto aos cuidados para evitar a contaminação.

“Nós já estávamos em alerta desde os casos de meningite, surgidos recentemente. Temos álcool em gel em muitas delas e também vamos promover a disseminação das informações de alerta”, explica Vivian Repessold, secretária municipal de Educação.

O Hospital Regional de Vilhena (HRV) suspendeu por 30 dias as visitas na unidade. Os acompanhantes que forem necessários continuarão tendo acesso à unidade. Serão liberados telefones de contato das unidades de saúde para que a pessoas usem como canal para tirar dúvidas, sem precisar se aglomerar nos postos de saúde. (Veja contatos no final da matéria).

“Estamos recebendo muitas ligações e verificando todos os casos. São cinco páginas de questões a serem respondidas para classificar um caso como suspeito e estamos sendo rigorosos no controle disso. O momento é de alerta para cuidarmos individualmente de nossa higiene e saúde”, explica Afonso Emerick.

    • Coronavírus: as dicas da Organização Mundial da Saúde para não ‘pirar’ de preocupação com a epidemia

       

    • Telefones dos Postos de Saúde para sanar dúvidas sobre o covid-19:
      UBS Afonso Mansur 3321-5600
      UBS Carlos Mazala 3322-6512
      UBS Cristo Rei 3322-9666
      UBS São José 3321-1578
      UBS Industrial 3322-9321
      UBS João Luiz 3321-5816
Comentários