2820

PM prende 2º membro de grupo suspeito de movimentar o tráfico de drogas em Vilhena

Quase quatro kg de maconha foram apreendidos.

Entorpecente apreendido na operação de segunda-feira, 16. (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Três dias depois de apreender dois quilos de maconha e pedras de crack que estavam enterrados no quintal de uma chácara nas imediações do conjunto habitacional União, em Vilhena, policiais militares fizeram novas buscas no local, nesta quinta-feira, 19 de março, e prenderam um homem de 28 anos. Segundo a polícia, Leandro Taeschner da Costa é suspeito de integrar um grupo que movimenta o tráfico de drogas na região. De acordo com a PM, ele foi preso logo depois de sair da chácara com quase quatro quilos de maconha.

Na operação policial de segunda-feira, dia 16, a PM prendeu o dono da chácara. Segundo a polícia, a propriedade na zona rural era usada como depósito de drogas que eram vendidas na cidade.

Segundo o 3º Batalhão de Polícia Militar, logo depois da operação de segunda-feira, os policiais investigativos da corporação obtiveram novas informações que na chácara havia mais droga enterrada. Os policiais foram até o endereço e conseguiram flagrar o momento em que Leandro Taeschner e outros dois homens chegaram para buscar o malote de droga.

Dois dos suspeitos estavam de moto e conseguiram driblar o cerco policial e fugir. Já Leandro tentou empreender fuga com uma motoneta, mas caiu e foi preso. No total, a polícia apreendeu 3,566 kg de maconha. O veículo usado na tentativa de fuga foi apreendido. O suspeito foi levado para a carceragem da Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp). Ele pode responder pelo crime de tráfico de drogas.

Publicidade


Ao Vilhena Notícias, a PM informou que já identificou um dos suspeitos que fugiu.

Comentários