Pai de criança do primeiro caso suspeito de coronavírus fala ao Vilhena Notícias

Ninguém na família apresenta nenhum sintoma.

25032

O VILHENA NOTÍCIAS entrevistou na manhã desta quinta-feira, 19 de março, o pai do menino de 11 anos que é o primeiro caso suspeito de coronavírus em Vilhena, ele pediu que fosse omitida sua identidade para preservar sua família.

De acordo com pai, sua família foi passear no estado do Colorado nos Estados Unidos, e na volta, seu filho apresentou um quadro de tosse e infecção na garganta. Como já haviam vários casos positivos no Brasil, a maioria vindos do exterior, os pais da criança procuraram rapidamente um médico para tentar um diagnóstico.

“É uma dor de garganta comum, mas por justamente termos voltado de uma viagem internacional e estando na janela dos 14 dias de nossa chegada, resolvemos comunicar a vigilância epidemiológica”, disse o pai do menino de 11 anos.

Ainda de acordo com o pai, na família ninguém mais apresentou nenhum tipo de gripe, resfriado ou dor de garganta.

Publicidade


“Hoje faz 3 dias que ele está bem. Se alimentando muito bem, porque a garganta desinflamou. Ele está ótimo”, confirmou o genitor.

O colégio em que a criança estudava foi o primeiro anunciar a suspensão das aulas em Vilhena, após a suspeita do caso ser divulgada.

EXAME

A vigilância epidemiológica municipal informou à família que o exame específico para o covid-19 seria dado em até 10 dias após a coleta. Esse prazo se encerra na próxima terça-feira, 24 de março.

Mesmo com a criança bem melhor do quadro de febre e dor de garganta, a família permanece em isolamento social, até o resultado do exame.

Até a manhã desta quinta-feira, Vilhena tinha registrado quatro casos suspeitos. Todos tiveram amostras enviadas a São Paulo para serem testadas, os quais os resultados devem ser apresentados em até 10 dias.

 

Comentários