Empresária de Vilhena aciona polícia após ter imagem vinculada a conteúdo pornográfico

Envolvidos na cena de sexo seriam da cidade de Marau, no Rio Grande do Sul.

30237
Imagem: Reprodução do vídeo

A empresária vilhenense Claudia Regina Mors Gusmão acionou a Polícia Civil nesta terça-feira, 18 de fevereiro, depois que um vídeo com conteúdo pornográfico foi atribuído a ela. As imagens viralizaram em grupos de WhatsApp de Vilhena. Segundo a empresária, ela está sendo confundida com uma mulher que aparece no vídeo, uma médica veterinária da cidade de Marau no Rio Grande do Sul.

A empresária Claudia Regina Mors lamenta a confusão. Ela diz que apesar das duas empresas terem o mesmo nome, a sua não tem nenhuma ligação com o vídeo.

A empresária acredita que a confusão ocorreu porque a sua empresa, a pet shop Bichos & Caprichos, tem o mesmo nome da loja de Marau, onde trabalha a médica veterinária. A diferença é que a loja marauense é uma clínica veterinária, enquanto a vilhenense atua na área de banho e tosa.

Ao Vilhena Notícias a empresária disse que decidiu procurar a polícia para comunicar o fato ilícito, depois de tomar conhecimento que o nome da empresa estava sendo vinculado à divulgação de conteúdo pornográfico.

“Uma amiga me ligou e perguntou se eu sabia o que as pessoas estavam falando de mim. Foi só aí que tomei ciência do que estava acontecendo”, declarou Claudia Regina.

A empresária revela que a confusão gerou danos à imagem da loja e tem gerado transtornos e prejuízos financeiros. Ao notificar o caso à polícia, ela espera que seja aberta uma investigação para encontrar quem veiculou seu nome e a imagem de sua empresa com o conteúdo pornográfico.

Mais confusão

De Carazinho, Rio Grande do Sul, a gerente da Bichos & Caprichos Centro de Estética Animal e Boutique, Cassi Coluzzi, usou as redes sociais para desvincular a imagem de sua loja com o conteúdo pornográfico.

“Como gerente da Bichos & Caprichos venho esclarecer que ninguém conhece e nunca ouvir falar de DAIANE ORSATO!!! Referente a vídeos [pornográficos] de WhatsApp que anda rolando por aí.

Então comunico aos desavisados de plantão que, antes de repassar algum boato, certifique-se das pessoas envolvidas”.

Carazinho fica a cerca de 100 km de Maraú, cidade onde teria sido gravada a cena de sexo.