Após invasão, moradores de Chupinguaia e região fazem manifestação dentro da Fazenda Nossa Senhora Aparecida

O Secretário Especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura , Luiz Antônio Nabhan Garcia, se pronuncia em vídeo, e diz que invasão de propriedade é crime e que cabe ao Poder Judiciário e ao Governo do Estado tomar as providências cabíveis.

12080

Uma grande manifestação tomou conta da cidade de Chupinguaia nesta sexta-feira (26). Fazendeiros, comerciantes, pecuaristas e agricultores da cidade e região se uniram afim de protestar contra a invasão da Fazenda Nossa Senhora Aparecida, no último dia 23. (LEIA AQUI)

Após a prisão de três PMs e o gerente da fazenda, que foram acusados de estarem fazendo a segurança armada do local, membros da Liga dos Camponeses Pobres (LCP), invadiram a propriedade e incendiaram o curral da fazenda, avaliado em aproximadamente R$ 300 mil reais e o retiro dos funcionários que precisaram sair às pressas.

Hoje, moradores da região se manifestaram contra a invasão da fazenda e a prisão do gerente, que trabalha na propriedade há 20 anos. A manifestação começou pelas ruas de Chupinguaia e depois os manifestantes se dirigiram até a Fazenda Nossa Senhora Aparecida.

Apesar de toda a destruição e prejuízo já causados pelos membros da Liga dos Camponeses Pobres, os manifestantes temem eles consigam chegar até a sede da fazenda, que pode ser invadida a qualquer momento.

Em vídeo, o Secretário Especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia se pronuncia sobre a situação no município de Chupinguaia, ele afirma que invasão de propriedade é crime e que cabe ao Poder Judiciário e ao Governo do Estado tomar as providências cabíveis.

CONFIRA A GALERIA DE VÍDEOS:

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS: