Eduardo Japonês e Maria José tomam posse

Eleitos terão o mandato até o dia 31 de dezembro 2020.

376

A cerimônia de posse do prefeito Eduardo Japonês (PV) e da vice-prefeita Maria José da Farmácia (PSDB), aconteceu na manhã deste domingo (1), no Parque de Exposições de Vilhena. Eles foram eleitos no dia 03 de junho durante eleição suplementar e terão o mandato até o dia 31 de dezembro 2020.

Logo depois de ser empossado, o prefeito como primeiro ato à frente do Executivo, assinou o decreto de exoneração de cerca de 430 servidores comissionados da prefeitura, e tornou pública uma lista com 16 nomes que farão parte de sua gestão.

Confira:

  • Chefe de Gabinete: Jovino Lobaz.
  • Procurador Geral: Thiago Cavalcante Lima de Holanda.
  • Secretaria Municipal de Administração: Marisson Rebouças.
  • Secretaria Municipal de Fazenda: Roberto Scarlécio Pires.
  • Secretaria Municipal de Planejamento: Ricardo Zancan.
  • Secretaria Municipal de Obras: Carlos Eduardo Schramm.
  • Secretaria Municipal de Saúde: Luiz Carlos Hassegawa.
  • Secretaria Municipal de Educação: Clésio Costa.
  • Secretaria Municipal de Assistência Social: Patrícia Aparecida da Glória.
  • Secretaria Municipal de Esporte e Cultura: Simlar de Freitas Neto.
  • Secretaria Municipal de Turismo, Industria e Comércio: Marcondes Cerruti.
  • Secretaria Municipal de Agricultura: Eloi Maria.
  • Fundação Cultural: Kátia Valéria.
  • SAAE: Maciel Wobeto.
  • Assessor Executivo: Jones Vanderlan Ely.
  • Assessor Executivo: Gilson Carlos Ferreira.

A lista não contemplou nomes que deverão assumir as secretarias de Trânsito, Terras, Controladoria, Integração Governamental e Meio Ambiente. A Comunicação ficará ligada ao Gabinete e Jovino Lobaz irá responder interinamente às questões administrativas da pasta. Eduardo Japonês também não indicou os secretários-adjuntos. Informações dos bastidores da política indicam que ele pode extinguir esses cargos, assim como também a Secretaria de Integração Governamental (Semig).

A solenidade teve a presença de autoridades como o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Maurão de Carvalho (MDB), além de deputados federais, estaduais e vereadores de Vilhena.