Câmara elabora plano estratégico para melhor controle dos recursos públicos

Projeto é composto por plano de ações, com prazos estabelecidos

232

A controladoria geral da Câmara de Vereadores de Vilhena elaborou um planejamento estratégico para modernização e fortalecimento do controle interno do Poder Legislativo municipal. O plano de trabalho foi recebido e autorizado pelo presidente da casa, Ronildo Macedo (PV), na quinta-feira (22).

A implantação do controle interno é uma exigência do artigo 74 da Constituição Federal e tem a finalidade de avaliar o cumprimento das metas previstas no Plano Plurianual (PPA), bem como comprovar a legalidade e avaliar os resultados quanto à eficácia e eficiência, da gestão orçamentária, financeira e patrimonial nos órgãos e entidades da administração pública.

O planejamento estabeleceu um cronograma para a implantação e regulamentação dos procedimentos e rotinas de trabalho. Tais medidas têm a missão de controlar e fiscalizar a gestão dos recursos públicos de forma preventiva, através de um controle interno descentralizado.

De acordo com o auditor interno da Câmara, Jonathas Soares da Silva, o controle executado de forma descentralizada é um projeto inovador quando se fala do Legislativo Municipal que, tradicionalmente, mantém uma controladoria central para análises de todos os processos internos. O controle descentralizado atua de forma preventiva, diminuindo falhas.

“O controle interno tem papel fundamental na gestão pública e contribui para que a administração aja de acordo com os princípios da boa administração, a fim de atender aos interesses da coletividade. Com isso, contribui para o atingimento de resultados, aperfeiçoa as rotinas internas e reduz os riscos de improvisação, o que reflete na qualidade e excelência da gestão”, enfatiza o auditor.

As ações do mapa estratégico começaram a ser desenvolvidas nesta semana e devem apresentar os primeiros resultados no final do próximo mês. “Essa organização faz parte do nosso planejamento a fim de dar, ainda mais, eficiência aos serviços prestados à sociedade pela Câmara”, enfatiza Ronildo Macedo.

 

Fonte: DICOM – Câmara de Vilhena