Vilhenense com leucemia precisa de transplante de medula óssea e família faz apelo por doadores

7453

A família de Francisco Chagas Gomes Bezerra, morador de Vilhena diagnosticado com Leucemia Mieloide Aguda, procura um doador de medula óssea compatível. Para mobilizar a sociedade, a família de Francisco promove informalmente através de redes sociais, uma campanha para conseguir cadastrar junto ao Hemocentro da cidade, doadores de medula, com o intuito de ajudar a causa e também aumentar o banco de dados do estado.

Nas redes sociais, a filha de Francisco faz o apelo aos internautas: “peço a quem sentir no coração que vá ao hemocentro de sua cidade, e faça um exame para doação de medula. É um simples exame de sangue e você se cadastra e se torna apto a ser um doador de medula óssea”.

A doação é um procedimento que se faz em centro cirúrgico, sob anestesia peridural ou geral, e requer internação de 24 horas. – A medula é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções. – O procedimento leva em torno de 90 minutos. – A medula óssea do doador se recompõe em apenas 15 dias.

De qualquer lugar você pode se cadastrar e ser um doador! Peço que compartilhem e se Deus tocar em vossos corações que se cadastrem! Quanto mais pessoas mais chances de alguém ser compatível! Não faz falta a quem doa mas pode salvar a vida de quem recebe!”

Para entrar em contato a família disponibilizou os seguintes telefones: (69) 9 8484-2750, Antônia Gomes (Colorado do Oeste) e 9 9974-4086, Fabiana da Costa.

Saiba como doar

Para se tornar um doador de medula óssea é necessário: – Ter entre 18 e 55 anos de idade. – Não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico.

Procure o Hemocentro de sua cidade ou da cidade mais próxima com documentos pessoais em mãos.

Para mais informações sobre como ser um doador basta entrar em contato com o Homocentro pelo número (69) 3321-1291.

 

Fonte: com informações do Conesul Acontece