Secretária chama vereador de sensacionalista por armar um “circo” em cima de uma reforma já em andamento

Segundo a secretária municipal de Saúde, Siclinda Raasch, a problemática da estrutura do Hospital Regional se tornou uma briga política

5636

Durante as últimas semanas, o vereador Dhonatan Pagani (PSDB), usou suas redes sociais para publicar imagens das condições atuais da cozinha do Hospital Regional de Vilhena, que segundo ele, havia recebido muitas denúncias por tamanha precariedade.

Após uma grande repercussão por conta das publicações, vários pontos foram levantados referente a este assunto, o vereador chegou a concordar com uma internauta que comentou na página deste site dizendo que, a partir das fiscalizações do vereador ao Hospital Regional as coisas estavam mudando, se referindo as tomadas de atitudes da prefeitura após tal repercussão, Pagani, respondeu dizendo, “Fiscalizar dá resultado”. 

Diante disso, a secretária municipal de Saúde (Semus), Siclinda Raasch, visitou a redação do Vilhena Notícias e esclareceu, segundo ela, as inverdades ditas pelo vereador Pagani. 

“O vereador Pagani pegou gancho no serviço dos outros, sabia que estávamos nos projetando, que o Hospital Regional é uma problemática de 30 anos, prédio antigo, um dia antes dele publicar as imagens da cozinha, eu estava em reunião com a Secretária Municipal de Planejamento (SEMPLAN) tratando sobre o assunto das alas do Hospital, entre elas a lavanderia e a cozinha, e ele tinha conhecimento dessa reunião de planejamento, ele soube e se aproveitou da ocasião”, diz Siclinda Raasch.

A secretária define a ação do vereador como uma atitude sensacionalista e que de maneira intencional está tentando prejudicar a imagem da atual gestão. De acordo com o documento enviado à redação, no dia (01/06) foi aberto um processo para a contratação de uma empresa para terceirizar alimentos para o Hospital durante o período da reforma já prevista, já a denúncia feita por Pagani ocorreu no dia (02/07) na tarde de uma sexta-feira. 

 

Pagani usou a tribuna da última sessão ordinária terça-feira (06) para reafirmar que sua função é fiscalizar, e que a Prefeitura de Vilhena vai mostrar somente as flores, não que o prefeito não esteja fazendo nada, mas que ele como vereador, irá mostrar o que não está sendo feito, se referindo a cozinha. 

Questionada sobre esta afirmação do vereador ao se referir ao que não está sendo feito, a secretária encaminhou o cronograma referente à reforma desta ala em questão.

Dezembro de 2020 – Reforma anunciada
Maio de 2021 – Levantamento de todas as necessidades da cozinha pela saúde
Junho de 2021 – Início do processo de terceirização

“A saúde de Vilhena está longe do que eu desejo para Vilhena, e mostramos sim as evoluções, se o vereador concorda que a reforma está acontecendo apenas após ele ter falado, gravado e publicado o problema, então qual a explicação para a solicitação da contratação de uma empresa para fornecer alimentos, que já havia sido feita antes do “circo armado” protagonizado por ele? quem mente é ele”, diz Siclinda Raasch.

A secretária ainda pontuou que o vereador Pagani a procurou na sexta-feira (02), no mesmo dia em que publicou em suas redes sociais sobre a cozinha, para perguntar sobre a reforma do local. Segundo a secretária, ela informou ao vereador que esteve reunida na quinta-feira (01) com a Secretária Municipal de Planejamento (SEMPLAN) tratando sobre o andamento do projeto da reforma. Horas depois, foi pega de surpresa pelo “sensacionalismo” como nomeou a atitude de Pagani, nas redes sociais. 

“Seria mais honesto se ele dissesse, conversei com a secretária e ela me garantiu que o projeto está em andamento e eu estarei cobrando. Essa é uma atitude honesta, ele fez um circo e assustou a população com um problema que já está sendo tratado”, concluiu a secretária.