ROSANI E MÁRCIA: Pela primeira vez, Vilhena terá uma chapa formada por mulheres para prefeitura

Rosani Donadon e Márcia Deiró irão disputar as eleições 2020.

2608
O bem-estar social da comunidade une Rosani e Márcia. (Foto: Renato Spagnol)

As eleições municipais de 2020, que este ano acontecem em novembro por conta da pandemia do coronavírus, já começaram fazendo história na cidade de Vilhena. Em quase quatro décadas de eleições municipais, pela primeira vez, uma chapa formada por mulheres vai disputar a prefeitura. Ela é composta por Rosani Donadon (PSC), candidata a prefeita; e pela professora Márcia Deiró (DEM), na vice, que reforça a participação política da mulher nos espaços de poder.

Em visita à redação do Vilhena Notícias nesta terça-feira, 22 de setembro, Rosani Donadon destacou que Vilhena precisa de mais investimentos em políticas públicas como as de saúde, educação, cultura e assistência social. Nesta última, ela reforça que se faz necessário dar suporte às famílias em situação de vulnerabilidade social: “uma questão de políticas públicas”, ressalta a candidata.

O objetivo, segundo Rosani, é o da proteção e inserção no mercado de trabalho de forma assistida. “Tirar um jovem da rua, da vulnerabilidade social e da ociosidade, garante proteção, proporciona que ele desenvolva uma série de atividades e descubra suas potencialidades”, aponta Rosani.

Questões sociais também norteiam o pensamento político-cidadão da professora Márcia. Há 10 anos ela mantém ativo na cidade um projeto social que arrecada brinquedos para presentear crianças no Natal. “É um trabalho pontual, mas que torna o 25 de dezembro um dia inesquecível para muitas crianças e famílias”, destaca Márcia.

Márcia Deiró, concorrendo pela primeira vez, pretende focar sua atenção no planejamento de projetos, que incluem, desde a estrutura familiar à formação social de crianças e adolescentes. “A família é o primeiro sistema em que o ser humano se insere na sociedade, por meio do qual começa a estabelecer seu vínculo com o mundo”.

Nos próximos dias, quando iniciar a propaganda eleitoral, a chapa feminina irá apresentar à comunidade vilhenense o plano de governo que pretende adotar no município.

Veja abaixo as datas do calendário eleitoral deste ano:

  • 26 de setembro: prazo para registro das candidaturas;
  • a partir de 26 de setembro: prazo para que a Justiça Eleitoral convoque partidos e representação das emissoras de rádio e TV para elaborarem plano de mídia;
  • após 26 de setembro: início da propaganda eleitoral, também na internet;
  • 27 de outubro: prazo para partidos políticos, coligações e candidatos divulgarem relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (Fundo Eleitoral), os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados;
  • 15 de novembro: primeiro turno da eleição;
  • 29 de novembro: segundo turno da eleição;
  • até 15 de dezembro: para o encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro turno e, onde houver, ao segundo turno das eleições;
  • até 18 de dezembro: será realizada a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas. Essas informações foram compiladas pelo portal G1/TSE.