Presídio feminino de Vilhena é classificado por editora nacional e recebe curso de formação para as servidoras

"Somos a única penitenciária do estado classificada, e de pronto iniciamos o curso, reforçando o compromisso da gestão com a educação no sistema prisional"

284

A Penitenciária Feminina de Vilhena foi classificada por uma editora nacional e ficou entre as 20 unidades prisionais do Brasil, para receber o curso de Formação e Aprimoramento de Mediador de Leitura. O curso faz parte do projeto “Clube de Livros” e visa a capacitação para o acompanhamento e desenvolvimento das internas que participam do projeto de Remição pela Leitura, realizado pelo Governo de Rondônia por meio da Secretaria de Estado da Justiça – Sejus.

O curso foi realizado nos dias 5, 6 e 7 de fevereiro de forma remota, onde duas servidoras participaram das aulas. Além da capacitação, a editora irá fazer a doação de 150 obras literárias e prestará assessoria para a gestão do projeto dentro da unidade prisional, que tem por objetivo facilitar o acesso das reeducandas aos livros.

Através da leitura, as reeducandas conseguem reduzir o tempo de cumprimento de pena, ato previsto na Lei de Execução Penal, onde a cada obra lida, há remição de quatro dias de pena, respeitando o limite de uma obra por mês.

A diretora da unidade, Cristiane Garcia, falou sobre suas expectativas referente ao curso, “somos a única penitenciária do estado classificada, e de pronto iniciamos o curso, reforçando o compromisso da gestão com a educação no sistema prisional, por meio do incentivo a leitura”, ressaltou.