Pavilhão Empresarial Internacional deve movimentar mais de R$ 80 milhões na Rondônia Rural Show

68
Com a expectativa de movimentar mais de R$ 80 milhões em negócios, o Pavilhão Empresarial Internacional, um dos destaques da 11ª Rondônia Rural Show Internacional, foi aberto oficialmente, nesta segunda-feira (20). O pavilhão é composto por 81 estandes, incluindo nove representações internacionais; dois palcos, sendo um principal e outro dedicado à inovação.
Sob a responsabilidade da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec), o espaço está projetado para realização de rodadas de negócios, palestras, entrevistas e apresentações que visam atrair a atenção de investidores, parceiros e clientes, promovendo assim, a integração entre empresários, pesquisadores e empreendedores.
O governador Marcos Rocha destacou a importância do espaço que oferece um ambiente propício para grandes negociações e a expansão da economia do estado. “Acreditamos que neste Pavilhão Empresarial acontecerão boas parcerias comerciais, que vão fortalecer o bem-estar da população, e o progresso do estado. Agradeço a presença de representantes das embaixadas e agências comerciais dos países que nos visitam, e que vieram fazer deste ambiente uma oportunidade para fortalecer, ainda mais, o desenvolvimento econômico de Rondônia”, ressaltou.
O vice-governador e titular da Sedec, Sérgio Gonçalves enfatizou a evolução das empresas que participam da Rondônia Rural Show, no Espaço Empresarial Internacional que tiveram ao longo dos anos, assim como também acontecem com empresas de todo o estado. “Nosso objetivo desde o início da gestão foi criar um ambiente favorável para que as empresas nacionais e internacionais tivessem interesse em investir em Rondônia e hoje já conseguimos colher os frutos desses investimentos no estado com mais geração de emprego e renda aos rondonienses.
 
REPRESENTANTES INTERNACIONAIS
O evento contou com a presença de representantes internacionais, entre eles: representantes diplomáticos das embaixadas do Quênia, Costa do Marfim e Áustria; o governador do estado do Beni, na Bolívia; duas agências de comércio e investimentos da França e Austrália; três representações comerciais internacionais, dos Estados Unidos, Peru e países africanos.
O embaixador da Costa do Marfin, Diamouténé Alassane Ziê detalhou sobre a relação da Costa do Marfim com Rondônia. “Estamos negociando a exportação de Tambaqui, aqui de Rondônia para a Costa do Marfim, e em contato com a equipe da Ong Rio Terra, para planejar a ida deles em setembro de 2024 até a Costa do Marfim, para nos ajudar com a questão da sustentabilidade e reflorestamento. E todo esse contato foi feito inicialmente pelo governo do estado”, afirmou.