Operação ambiental apreende tratores e objetos utilizados ilegalmente na Unidade de Conservação Ambiental

4700

No dia 30 de julho, a Polícia Militar do Estado de Rondônia, em operação ambiental do Parque Estadual Guajará-Mirim, efetuou a apreensão de seis motosserras, uma roçadeira, dois sopradores, seis foices, mais de 50 litros de gasolina, dezenas de munições e duas espingardas. Todos os objetos foram encontrados em dezenas de acampamentos de ilegais espalhados pela Unidade de Conservação Estadual.

Os invasores entraram no Parque por meio de estradas ilegais que foram construídas por tratores. Um destes foi apreendido na última quarta, dia 27, fruto de uma operação coordenada pelo Batalhão de Polícia Ambiental, em Jacinópolis. Quatro tratores estavam sendo monitorados dentro do Parque Estadual Guajará-Mirim por helicóptero com apoio do Núcleo de Operações Áreas da SESDEC, onde os Agentes de Fiscalização Ambiental BPA e SEDAM, acompanhavam os passos do maquinário que estava destruindo a floresta nativa protegida por lei.

Apreensão

Logo, durante o planejamento da operação, dois dos tratores ao saírem da Unidade foram acompanhados e monitorados pelo Núcleo de Inteligência da PMRO até o distrito de Jacinópolis, e no dia 27 de julho, equipes da Polícia Militar concentraram forças com o objetivo de apreender um dos tratores que estava em condições de deslocamento para apreensão, uma vez que criminosos já haviam inutilizado um deles.

Populares tentaram impedir que o trator fosse apreendido, queimando pneus na Rua, fazendo uma barreira humana ao redor do maquinário, inclusive com mulheres e crianças. Após muito diálogo entre o major PM Adenilson, comandante do Batalhão de Polícia Ambiental e da Operação, e representantes dos populares que impediam a apreensão, não houve acordo e as tropas da Polícia não tiveram outra escolha a não ser usar da força menos letal para dispersar o motim e apreender o maquinário.

Nenhuma pessoa foi ferida e populares foram dispersos. Em seguida, deram continuidade na apreensão do trator e prisão do motorista que também vinha sendo monitorado pelo Núcleo de Inteligência da PMRO. As operações continuam na Unidade de Conservação.

 

Texto e fotos BPA