Lixão pega fogo em Colorado há dias e nuvem de fumaça encobre parte da cidade

Área fica a 3 km do centro da cidade e concentra unidades agroindustriais.

660
Quando anoitece a situação fica insuportável, relatam moradores da região. (Foto: Reprodução)

A nuvem de fumaça saindo das cinzas lembra a imagem de um vulcão em plena atividade. O local, no entanto, é uma área onde funciona o lixão da cidade de Colorado do Oeste (RO). Há pelo menos quatro dias, um incêndio de origem ainda desconhecida se alastrou nas montanhas de resíduos acumuladas no local e põe em risco a saúde de quem reside na área.

Vídeos enviados ao Vilhena Notícias na quinta-feira, 23 de julho, mostram a grande quantidade de fumaça no local. Na manhã desta sexta (24), a situação não era diferente. (Veja vídeo baixo.)

Quando anoitece a situação fica insuportável, relatam moradores da região. No lixo, é possível ver todo tipo de material, desde plástico a papelão, vidro, lata e pneus. A fumaça chega a atrapalhar a visão de quem anda na área. Quem sofre com doenças respiratórias, tem sua saúde prejudicada.

Publicidade


Em junho de 2019, o Vilhena Notícias denunciou a situação do local. Há época, o Ministério Público de Rondônia ingressou com ação para que a prefeitura de Colorado adotasse medidas para sanar irregularidades na coleta de lixo e também para que criasse uma Política Municipal de Saneamento Básico com a respectiva elaboração do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, de acordo com os dispositivos Nacional de Resíduos Sólidos instituídos pela Lei nº 12.305/2010.

O prazo para que o problema fosse resolvido era de máximo de quatro meses, sob pena de pagamento de multa diária no valor de R$ 2 mil. Os moradores alegam que a prefeitura nada fez para resolver o problema, mesmo com a determinação do MP.

Comentários