Justiça do Trabalho inaugura nova escola para comunidade de São Lourenço em evento emocionante

Alunos prestaram homenagens e autoridades ressaltaram dedicação da diretora à escola

1415

O dia 9 de novembro ficou marcado na história da comunidade escolar Tenente Melo, no distrito de São lourenço. Em audiência pública, a Justiça do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho entregaram o novo prédio da escola na vila de São Lourenço. A emoção tomou conta de todos com homenagens, música e muita comemoração.

Construída com recursos repassados pela Justiça do Trabalho, através da Vara do Trabalho de Vilhena, a obra teve investimento de R$ 1,5 milhão, oriundos de Ação Civil Pública de autoria do Ministério Público do Trabalho da 14º Região.

O novo prédio tem salas mais amplas, biblioteca, refeitório, quadra poliesportiva, pátio coberto, salas administrativas e e jardim gramado.

O Diretor da Justiça do Trabalho de Vilhena, Ederson Deiró, disse que a Escola Tenente Melo foi beneficiada com os recursos porque demonstrou o cuidado com o crescimento educacional dos alunos, o carinho e a dedicação da diretora Ana Laura Basso Royer à escola.

Publicidade


No evento, ao iniciar audiência, a juíza Fernanda Junqueira, fez discurso que emocionou aos presentes. Fernanda lembrou quando conheceu a realidade da escola municipal Multisseriada Tenente Melo, ressaltando a paixão da gestora, Ana Laura. “Tudo no cosmos começa por um ponto que vai se expandindo. Essa escola que estamos vendo hoje começou assim, por um sonho pequeno. A Ana Laura foi nos pedir livros, um pula-pula e outras coisas simples e hoje podemos ver que desse sonho inicial temos algo muito maior”, contou a juíza.

Durante o evento os alunos prestaram homenagens à Justiça do Trabalho e, em especial, à Juíza, com apresentações culturais, entoaram melodias em coral, entregaram pedidos em cartas e agradeceram às autoridades pela escola em uníssono.

Na cerimônia estiveram presentes membros da equipe do Tribunal Regional do Trabalho, que ajudaram na viabilização do projeto, o prefeito Eduardo Japonês, os cantores Marcia Aranda e Anísio Ruas, o ex-senador Chico Sartori (que doou o terreno para a construção da escola), o vereador Ronildo Macedo e secretários municipais.

“Tudo muito lindo, nós só temos a agradecer, agradecer e agradecer. Estive aqui e fiz algumas fotos da realidade difícil da escola. Ver a Justiça do Trabalho fazendo uma obra tão linda me envergonha, pois era o município que deveria ter feito isso já há muito tempo. Agora estamos assumindo o compromisso de zelar por essa escola, administrar ela com seriedade e garantir a esses alunos todas as oportunidades de um bom ensino”, assegurou Eduardo Japonês.

Uma sala foi adotada pela Fimca (Faculdades Integradas Aparício Carvalho) e outras salas, segundo a diretora Ana Laura, poderão ser mobiliadas por empresas da cidade. O compromisso da Secretaria Municipal de Educação também é de mobiliar a escola e de comprar ar-condicionados.

A Dra. Fernanda encerrou o evento valorizando o papel da formação de cidadãos na escola. “É na  escola que encontramos cidadania. Disse Paulo Freire: ‘Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tão pouco a sociedade muda’”, completou.

A audiência reuniu também a comunidade escolar da vila de São Lourenço, representantes do Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Idaron, Fimca e Polícia Federal.

Fonte: Semcom

Comentários