Estudantes atletas de Rondônia encerram participação nos Jogos Escolares Brasileiros com recorde de medalhas

No total, foram conquistadas 30 medalhas e três troféus.

76

Estudantes atletas de Rondônia encerram participação nos Jogos Escolares Brasileiros (JEBs), na quinta-feira (9), em Brasília (DF), superando recorde de premiações. No total, foram conquistadas 30 medalhas e três troféus. A participação de 199 atletas foi possível devido à união do Governo de Rondônia com a Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE) E a Federação de Esporte Escolar de Rondônia (Feero).

Segundo o gerente de Educação Física e Cultura Escolar da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Evangelista Araújo, foi uma participação significativa. “Só no primeiro bloco nós conquistamos 15 medalhas e dois troféus nas modalidades de judô e karatê. No segundo bloco conquistamos mais 15 medalhas e um troféu nas modalidades de karatê, taekwondo, ciclismo e handebol. Dentro destas 30 medalhas, existe uma que tem um potencial mais elevado e faz parte da série ouro, conquistada pela atleta Maria Eduarda, na categoria wrestling”, ressaltou.

Para a estudante Maria Eduarda, a medalha é uma conquista para o esporte feminino e o estado de Rondônia. “É uma emoção muito boa. Eu treinei o ano inteiro para isso. É um sonho realizado. Estou sentindo a melhor sensação que um atleta pode ter: seu esforço sendo recompensado!”, enfatizou.

FERRAMENTA PEDAGÓGICA

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, o esporte é uma ferramenta pedagógica essencial à promoção da inclusão social. “Não tenho dúvidas que esses jovens vão desfrutar de um dos melhores momentos da vida deles. Eles irão vivenciar uma troca de experiências e ao mesmo tempo garantir bons resultados para o nosso Estado”, salientou.

TRADIÇÃO

Os JEBs têm por finalidade fomentar a participação de estudantes atletas brasileiros da educação básica em atividades desportivas, promovendo a integração social, o exercício da cidadania e a descoberta de novos talentos. As competições foram disputadas por atletas com faixa etária de 12 a 14 anos, matriculados em instituições de ensino pública e privada.