Entenda porque os europeus, em especial os ingleses, não dão importância ao mundial de clubes da Fifa

2237

Há poucos dias uma reportagem foi publicada no site de apostas online Betway Esportes, no qual mostra a opinião de vários torcedores em relação ao Mundial Fifa de Clubes, o qual Flamengo e Liverpool realizaram a final no último sábado, 21 de dezembro, onde o time inglês consagrou-se campeão, com um gol na prorrogação.

De acordo com as entrevistas de torcedores ingleses, o Mundial acontece no meio da temporada da Premier League, um dos campeonatos mais importantes da Europa e por isso atrapalha o calendário europeu.

Porém, o jornalista Liam Twomey, do site The Athletic, disse que na Inglaterra em 2008, quando o time do Manchester disputava a FA Cup (Football Association Cup) e teve que disputar o Mundial da Fifa, optou por abandonar a competição inglesa e foi duramente criticado dentro do país. “Isso nunca foi superado na Inglaterra e o Mundial é malvisto por isto”, comentou Twomey.

Um torcedor inglês comentou ainda que, as pessoas querem saber dos jogos da Premier League e da Champion League, e não tem interesse no Mundial ou nos campeonatos fora da Europa.

Publicidade


Um exemplo é que os sites de apostas on-line da Inglaterra e da Europa, que seguem à risca a tendência e aos pedidos dos torcedores, quase não tem abertura para campeonatos sulamericanos, africanos ou asiáticos.

VERÃO

É importante ressaltar que na Europa e nos EUA as temporadas esportivas acontecem entre os meses de agosto e junho, ou seja, as temporadas são denominadas 2019-2020 e 2020-2021, e nunca apenas de um ano.

Isso acontece por causa da estação do verão, que é aproveitada no hemisfério norte entre os meses de junho a agosto. No Brasil e restante do hemisfério sul o verão acontece entre dezembro e fevereiro. E geralmente, os atletas estão de férias durante esta estação.

SOLUÇÃO

Parece que somente a Fifa pode resolver o problema, e o caminho será mudar a data do Mundial de Clubes. Porém, se atender as reivindicações europeias, a Fifa terá que desagradar muito os sulamericanos e demais confederações, como da África e Ásia.

Mesmo na Europa a semana entre Natal e Ano Novo é válida como um intervalo da temporada e geralmente os jogadores recebem folga para ficarem com suas famílias, e realizar um campeonato, sempre em países distantes das sedes dos times, iria desagradar muito os clubes.

Outra alternativa era disputar o Mundial no mês de janeiro, o que não é bem visto, já que o título do Mundial iria se referir ao ano anterior.

Talvez, de alguma, forma a Fifa tenha que fazer essa disputa no meio do ano, quando a temporada europeia já tenha se encerrado, colocando no campeonato os campeões do ano anterior para disputarem a final. Enquanto isso, o marketing da Fifa tenta alavancar o Mundial de Clubes na Europa.

Comentários