Com UTIs lotadas, Prefeitura de Vilhena recorre a leito emergencial para intubar paciente com coronavírus

Cidade tem 926 pessoas em estágio ativo da doença

9512
Foto: Reprodução

Com 100% de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na Central de Atendimento à Covid-19, a Prefeitura de Vilhena precisou recorrer a um leito emergencial de UTI para receber um paciente com necessidade de intubação. Essa informação foi divulgada agora à noite no boletim epidemiológico desta quarta-feira, 13 de janeiro. A cidade registrou mais uma morte por complicações da doença. Veja abaixo:

Vilhena registrou um novo óbito de vilhenense com covid-19, 82 novos confirmados com covid-19, 44 novos suspeitos e 66 recuperados. Dessa forma, Vilhena registra até as 16h de hoje: 5.800 casos confirmados de vilhenenses, nove positivados moradores de outras cidades, 85 óbitos de vilhenenses e 15 óbitos de moradores de fora. Há atualmente no município 926 casos ativos de moradores de Vilhena, 134 casos suspeitos, bem como 4.789 já recuperados e 16 transferidos.

O óbito registrado hoje é de paciente vilhenense do sexo feminino com 62 anos.

A taxa de letalidade da pandemia em Vilhena é de 1,46%. No Estado a taxa ficou em 1,87%, no Brasil em 2,50%, na América do Sul em 2,69% e no mundo em 2,13%.

Há 37 pacientes internados com covid-19 em isolamento na Central de Atendimento à Covid-19 e Hospital Regional de Vilhena, sendo 35 de Vilhena, um Cabixi e um de Chupinguaia. Destes, 16* estão na UTI, sendo 12 intubados (nove do sexo masculino com 57, 60, 65, 66, 70, 72, 77, 80 e 88 anos e três do sexo feminino com 40, 63 e 72 anos) e quatro na UTI apenas com ventilação não-invasiva, três do sexo feminino com 54, 59 e 69 anos e um do sexo masculino com 89 anos. Nas Enfermarias há 21 pacientes: nove do sexo feminino com 44, 53, 57, 58, 66, 67, 68, 72 e 72 anos e 12 do sexo masculino com 26, 38, 39, 49, 49, 50, 57, 63, 66, 70, 74 e 87 anos. A taxa de ocupação de leitos para covid-19 é de 90,2% (sendo 100% na UTI e 84% nas Enfermarias).

O Estado registrou até hoje 104,7 mil casos confirmados e 1.966 óbitos. No Brasil o número de casos confirmados já ultrapassou 8,257 milhões, com 206 mil mortes. No mundo são 92,7 milhões de casos confirmados e 1,986 milhão de mortes.

ATENDIMENTO – Pessoas que tenham sintomas ou se considerem suspeitas de ter covid-19 devem procurar o Ambulatório Covid-19, anexo ao CEV (Centro de Especialidades Vilhenense), na avenida Nadir Ereno Graebin, que funciona todos os dias, inclusive fins de semana e feriados, das 7h às 19h.

DECRETO EM VIGOR – O decreto municipal compilado que trata do combate à pandemia no município tem seu texto mais atualizado disponível em: http://www.bit.ly/decretocovid19vilhena.

DENÚNCIAS – Denúncias de descumprimento de normas de Saúde podem ser feitas pelos números: 190 da Polícia Militar (24h) ou 3322-1936 da Vigilância Sanitária (7h às 17h30, de segunda a sexta-feira).

 

Fonte: Com informações da Semcom/Vilhena