VÍDEO: Coloradense padece há 7 meses dentro de hospitais públicos

3852

A dona de casa Otacília Cecílio da Costa apela para a Justiça de Porto Velho que interceda com urgência e autorize a cirurgia de troca de uma válvula no coração de seu filho David Cecílio da Costa, de 41 anos, que está há sete meses dentro de unidades públicas hospitalares no estado de Rondônia.

É desumano o que vem passando David desde o último dia 29 de fevereiro, quando procurou o Hospital Municipal de Colorado do Oeste, onde mora, para uma consulta por estar sofrendo dores na zona do peito. Segundo a família, ele precisa fazer a cirurgia, no entanto, o médico da rede pública que cuida do caso dele disse que o paciente não tem nenhum problema.

Com sua situação cada dia mais difícil e um quadro de saúde cada vez mais debilitado, ele foi levado por uma irmã para consulta no Hospital Euro de Cacoal, onde ficou hospitalizado por mais de dois meses à espera de cirurgia cardíaca, porém, a intervenção não foi realizada.

Após os 60 dias de hospitalização, David foi transferido para outra unidade pública de Cacoal, o Hospital Regional. Foram quatro meses internado nas duas unidades, até ser transferido para o hospital de Base de Porto Velho. Onde se encontra há dois meses.

David perde pedaço de seu pé

Na capital Claudemir da Costa acompanha o dia a dia e o sofrimento de seu irmão David. Em entrevista a um jornal de Colorado, nessa semana, ele relata o que vem acontecendo dentro do hospital e faz críticas ao atendimento do médico que cuida do caso.

“Nós convivemos com a falta de solidariedade e desumanidade do médico, de alguns servidores e da própria direção do Hospital de Base, que nos mantêm no setor destinado para doentes de coronavírus, sendo que o David retornou do SAMAR curado e pode contrair outra vez a Covid-19”, lamenta Claudemir.

“Meu irmão veio em busca de tratamento de saúde, mas dentro do Hospital contraiu a Covid-19, está com o corpo tomado por feridas, consequência das bactérias hospitalares e já foi amputado parte do pé esquerdo”, concluiu o irmão.

Na quarta-feira, dia 9, David retornou à UTI do Hospital de Base. Para Claudemir, isso prova que o quadro de saúde do irmão é grave e ele corre risco de morrer.

 

 

 

 

FONTE: NOTÍCIA DO ESTADO