124

Carlos Godinho deve passar por Tomografia detalhada nesta quarta-feira em Cacoal

Acometido de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) há exatos 15 dias, o diretor da Rádio Planalto de Vilhena, Carlos Godinho de Souza, de 55 anos, segue sedado numa das alas da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital (UTI) do Hospital Regional de Cacoal.

O administrador de uma das rádios mais antigas da cidade de Vilhena e há mais de 23 anos na empresa do grupo Cassol, continua com o dreno, que impede um possível acúmulo local de líquidos infectados, já que precisou fazer a retirada de sangue do cérebro que se espalhou dentro do cérebro após o AVC, no último dia 26 de fevereiro.

Godinho deve passar por uma tomografia (exame cujo funcionamento é semelhante ao raio X  onde são utilizados esses mesmos raios para obter imagens de partes internas do paciente) nesta quarta-feira, 14, e só aí, segundo uma de suas filhas que o acompanha na cidade Cacoal, é que saberão se será removido o dreno, para que seja ou não, retirada a sedação na qual o gerenciador é mantido. “Ele continua sedado e com seu quadro de saúde estável”, disse a filha.

Histórico

Publicidade


Carlos Godinho sofreu um infarto no longínquo ano de 2012 quando precisou ser levado à cidade de Cuiabá. De lá pra cá o dirigente passava frequentemente por exames médicos.

Já no dia 26 de fevereiro, quando se exercitava em uma academia da cidade de Vilhena, Godinho se sentiu mal e mesmo assim dirigiu seu carro até em casa. Lá, ainda sentindo-se mal foi levado pela filha mais velha até o Hospital de Vilhena, onde foi diagnosticado o AVC.

Na mesma noite Carlos foi conduzido para a cidade de Cacoal onde permanece sedado.

 

 

FONTE: Vilhena Notícias

Comentários