ATILA IBÁÑEZ – COLUNA DO DIA 10 DE JULHO DE 2020

1548

▓ ▓ ▓

Minha linda irmã, Valda. Por você tenho grande admiração e respeito. No dia do seu aniversário; canto daqui de Vilhena. Canto bem alto o parabéns pra você. Já que a você mora em Campo Grande MS. Sinto saudade “di tu” Valda. Por você tenho um carinho imenso. Desejo-te só alegria, felicidade e muitos anos de vida. Um beijo no seu coração e parabéns pela passagem do seu aniversário.

Publicidade


▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

O empresário Rafael Tabalipa esteve de aniversário dia 6 de julho. Mora em Vilhena. De Altamira do Paraná. Desejamos ao aniversariante muitos anos de vida.

Nos empreendimento futuros queremos o seu sucesso. Pela passagem do seu aniversário o aplaudimos de pé e cantamos os parabéns pra você.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

 

 

 

Confrade deste colunista na Academia de Letras de Rondônia – ACLER. Ciro Pinheiro. Cearense, 50 anos em Rondônia. Esteve de aniversário dia 6 de julho.

Jornalista profissional, casado, dois filhos, Assessor de Imprensa/Chefe do Cerimonial Jornal Alto Madeira – Redator.

Para o nosso amigo Ciro, grande personalidade de Rondônia, um gentleman.

Desejamos ao ícone sucesso na vida e nossos aplausos por mais um ano de vida.

!Feliz Cumpleaños! !Feliz Cumpleaños! !Feliz Cumpleaños! !Feliz Cumpleaños!

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Luciana Marelhas trabalhou na empresa Funcionária Pública, estudou na instituição de ensino UNIR- UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA / EDUCAÇÃO FÍSICA.

Estudou na instituição de ensino FACULDADE AVEC VILHENA- RO/ PEDAGOGIA. Frequentou Instituto de Educação Sarah kubitschek – RJ. Mora em Vilhena; é do Rio de Janeiro, casada com Rodrigo Marelhas.

Além do riquíssimo curriculum Luciana Marelhas é Orientadora e Espiritual. Yalorixá na TESE – Tenda Espírita Sete Estrelas. A professora esteve de aniversário dia 7 de julho. Todos os amigos e os filhos de Umbanda cantam os parabéns para a Mãe do Terreiro Aruanda. Parabéns com louvores para você Luciana Marelhas.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Miguel fez 02 anos no último dia 7. Um amor de criança! Os pais André e Daiane fizeram uma uma pequena confraternização para não passar em branco. Yuri e Ryan são irmãos de Miguel. Feliz aniversário!

▓ ▓ ▓

Dona Anita é bisavó de Miguel. Ela também esteve de aniversário no último dia 07, junto com o bisneto. Ela completou 84 anos. Parabéns dona Anita, és muito amada por toda a sua família!

▓ ▓ ▓

José Cechinel, proprietário na empresa CECHINEL TAPEÇARIA, tapeceiro estofador na e Decorador. O empresário esteve de aniversário.

Os amigos e clientes do novo Cechinel desejam ao ícone da sociedade vilhenense muitos anos de vida e cantam bem alto os parabéns pra você.

Assim falava a nossa amiga colunista social Dengosa – Suely Bond. A data de aniversário de Cechinel; 7 de julho.

!Cumpleaños Feliz! !Cumpleaños Feliz! !Cumpleaños Feliz! !Cumpleaños Feliz!

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

O Colunista sente saudade do casal Valdir e RomancildaTida. Valdir esteve aniversário dia 7 de julho.

Este colunista deseja ao casal só felicidades e alegria em suas vidas. O casal conheceu muito bem a colunista; nossa amiga Dengosa – Suely Bond – In Memorian.

Ela dizia sempre: “Se o Valdir está de aniversário. Então vamos cantar bem alto os parabéns pra ele.”

Parabéns pra você! Parabéns pra você! Parabéns pra você! Parabéns pra você! Para o Valdir Arruda.

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Sandra Belli é da PM. Uma policial determinada. Jornalista formada pela Universidade Federal de Rondônia – UNIR.

Belli esteve de aniversário dia 7 de julho. Nós há respeitamos e admiramos. Sempre! Uma guerreira.

Aplaudimos e cantamos os parabéns pra você pela passagem do seu aniversário. Uma data muito importante em sua vida.

Mais uma vez é destaque em nossa coluna social “Night In Black Tie”. Parabéns!

▓ ▓ ▓

▓ ▓ ▓

Grande mestre Grego Russelakiz. Advogado, patrício deste colunista. Lá da terrinha amada Guajará-Mirim-RO.

Russo foi quem afinava o violão para este colunista e ensinou os primeiros acordes no violão. Obrigado pela força.

Russelakiz estará de aniversário dia 18 próximo. Já estou registrando a data e cantando os parabéns pra você antecipadamente.

!Cumpleaños feliz! !Cumpleaños feliz! !Cumpleaños feliz! !Cumpleaños feliz!

▓ ▓ ▓

Ivanir Aguiar de Oliveira é Comendador; Jornalista, Membro da Academia Vilhenense de Letras Ivanir. Nosso Confrade.

Estudou na instituição de ensino FAA – FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DOM ANDRÉ ARCOVERDE.

Na instituição de ensino Sociedade Unificada de Ensino Superior Augusto Motta.

Frequentou Colégio Comercial Ernani Cardoso. Mora em Vilhena é do Rio de Janeiro-RJ.

Mais uma vez o Confrade é destaque em nossa coluna social “Night IN Black Tie”.

Ivanir Aguiar esteve de aniversário. A Academia Vilhenense de Letras; de pé canta bem alto os parabéns pela passagem do seu aniversário.

Parabéns pra você! Parabéns pra você! Parabéns pra você! Parabéns pra você!

▓ ▓ ▓

Dalterson Vieira, pré-candidato a vereador. Caminha firmemente. Há anos Dalterson faz amigos onde chega. A foto o pré-candidato visitando amigos. A foto é antiga, antes da

pandemia; por isso estão todos sem as devidas mascaras.

Dalterson está caminhando há 2O anos. Até hoje não deixou de visitar os antigos amigos e trabalhando para construir novas amizades.

Se Deus assim o permitir; chegando ao Legislativo; Dalterson só promete um coisa, trabalhar em prol de toda sociedade. Trabalhar, trabalhar, trabalhar; é, o seu objetivo. AVANTE!

▓ ▓ ▓

 

Corujinha do Cerrado

(Vilhena-RO)
Átila Ibáñez França

Em cada canto de Vilhena, a Corujinha do Cerrado, no planalto se assossega, põe seus ovos no buraco, espera que os filhotes, nasçam com saúde, e chamem atenção, com seus primeiros chorinhos, e olhos arregalados.

Um choro em clave de Sol, neste solo brasileiro, assim como a corujinha, minha vida, meu rincão, sou Rondoniano, de Guajará-Mirim, tenho Vilhena, como a cidade do coração.

A mãe coruja, aquece seus filhinhos, no colo os bichinhos, ficam sossegados, envolto entre plumas e capim do cerrado, aquecem-se entre as pernas, penas, asas da mamãe coruja, plumas branquinhas e asas rajadas com pingos de sereno.

As corujinhas adormecem, com o suave sopro do vento, que vem do sul, fazendo biquinho ficam, com o frio, o vento, assoviando no telhado, e no buraco das corujinhas, o vento esfria os biquinhos, dos frágeis bichinhos, no buraco.

No alto do Parecis, desse nosso belo céu estrelado, a seiscentos e trinta metros, de um céu azulado, o nível do mar longínquo, bem no alto.

A brisa sopra suave, tocando a carinha da corujinha, no buraco  escondidinha, aquecendo-se fica.

O planalto enluarada, o lobo do cerrado, entre o céu e a terra, o povo de Vilhena, vive embasbacado.

Engalanado pela natureza, com tanta beleza, nos quatro cantos de Rondônia, desse imenso e lindo Brasil, o povo de Vilhena fica, olhando o cerrado, a lua no céu, o sol brilhante de dia, e o céu de brigadeiro, as três da tarde.

Assim é; Vilhena; minha amada, querida cidade, que acolheu-me com tanto carinho, hoje presto a ti nestas páginas, minha homenagem.

▓ ▓ ▓

BOLA CHEIA – Para o Presidente da República Jair Messias Bolsonaro pro estar sempre ao lado do povo. Enquanto estiver agindo com lisura, o povo estará ao seu lado.

▓ ▓ ▓

BOLA MURCHA – Para àqueles que desejaram a morte do Presidente da República e do Prefeito Eduardo Japonês Prefeito de Vilhena. Após adquirirem a covid 19.

▓ ▓ ▓

Erasmo Carlos

No início da carreira Participou efetivamente junto com Roberto Carlos e com Wanderléa do programa Jovem Guarda onde tinha o apelido de Tremendão, imitando as roupas e o estilo de seu ídolo Elvis Presley. Seus maiores sucessos como cantor nessa fase foram “Gatinha Manhosa” e “Festa de Arromba”.

Com o término do movimento, entrou em crise, mas conseguiu se recuperar com a ajuda de seu parceiro Roberto Carlos e de sua esposa, Narinha. Nessa fase de transição fez sucesso cantando “Sentado à Beira do Caminho” e “Coqueiro Verde”.

O disco Erasmo Carlos e Os Tremendões já é um trabalho transitório na carreira do artista. O LP, de 1969, traz interpretações muito peculiares de canções de compositores da MPB, como “Saudosismo”, de Caetano Veloso e “Aquarela do Brasil”, de Ary Barroso (lançada no filme Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-rosa em que Erasmo atua com Roberto e Wanderléa) e “Teletema” (canção originalmente interpretada por Regininha, sucesso por ter sido tema da novela Véu de Noiva, da Rede Globo), de Antônio Adolfo e Tibério Gaspar, além da primeira gravação de “Sentado à Beira do Caminho”.

Na década de 1970, Erasmo assina com a Polygram. A primeira metade da década mostra o Tremendão num estilo bem diferente da Jovem Guarda. Influenciado pela cultura hippie e pelo soul, lança Carlos, Erasmo em 1971.

O disco, que abre com “De Noite na Cama”, escrita por Caetano Veloso especialmente para ele, traz uma polêmica ode à maconha, em “Maria Joana”. O existencialismo prossegue em seus outros LPs dos anos 70: 1941-1972 – Sonhos e Memórias, 1990 – Projeto Salvaterra e Banda dos Contentes. “Sou uma Criança, Não Entendo Nada”, “Cachaça Mecânica” e “Filho Único” são algumas canções de destaque no período.

Pelas Esquinas de Ipanema, seu LP de 1978, inclui uma impactante canção que denuncia o descaso do homem com a ecologia: “Panorama Ecológico”. Em 1971, participa do filme Roberto Carlos a 300 Quilômetros por Hora, de Roberto Farias. Erasmo Carlos começa os anos 80 com um projeto ambicioso.

Erasmo Carlos Convida… É um pioneiro projeto no Brasil. Foram 12 canções interpretadas em dueto com artistas como Nara Leão, Maria Bethânia, Gal Costa, Wanderléa, A Cor do Som, As Frenéticas, Gilberto Gil, Rita Lee, Tim Maia, Jorge Ben e Caetano Veloso. A faixa de abertura do álbum foi a que teve maior destaque nas rádios: “Sentado à Beira do Caminho”, com Roberto Carlos. No ano seguinte, o LP Mulher tem uma grande repercussão com as canções “Mulher (Sexo Frágil)” (escrita com sua mulher, Narinha), “Pega na Mentira” e “Feminino Coração de Deus” (de Sérgio Sampaio).

O sucesso na mídia, que continuou com Amar Pra Viver ou Morrer de Amor (1982), trouxe uma cobrança para Erasmo: assim como o parceiro Roberto Carlos (no auge do sucesso), ele deveria lançar um trabalho inédito todos os anos. “Lentinha, para tocar no rádio”, como disse o cantor ao relembrar seus discos na época.

Embora seja a década com mais lançamentos de trabalhos novos, Erasmo tem algumas ressalvas sobre os seus discos a partir da segunda metade da década – Buraco Negro (1984), Erasmo Carlos (1985), Abra Seus Olhos (1986) e Apesar do Tempo Claro… (1988).

O disco de 1988 seria seu último na Polygram.

Valendo-se ainda do filão engajado da pós-ditadura, cantou, ainda que numa participação especial diminuta, no coro da versão brasileira de “We Are the World”, o hit americano que juntou vozes e levantou fundos para a África, ou USA for Africa.

O projeto Nordeste Já (1985), abraçou a causa da seca nordestina, unindo 155 vozes num compacto, de criação coletiva, com as canções “Chega de Mágoa” e “Seca d´Água”.

Elogiado pela competência das interpretações individuais, foi, no entanto, criticado pela incapacidade de harmonizar as vozes e o enquadramento de cada uma delas no coro. Em 1989, ele ainda faria o álbum ao vivo Sou uma Criança, com participações de Léo Jaime e dos grupos Kid Abelha e João Penca e Seus Miquinhos Amestrados e lançados pela pequena gravadora SBK. Nos anos 90, o trabalho de Erasmo apareceu de forma bissexta na canção. Além de sempre assinar com Roberto Carlos as canções feitas para seus discos anuais, ele lançou dois discos.

Homem de Rua, lançado pela Sony Music em 1992, chegou a ter repercussão com a faixa-título, que fez parte da trilha da telenovela De Corpo e Alma, mas a canção era tema do personagem de Guilherme de Pádua, que, ao lado da esposa Paula Tomás, assassinou a atriz Daniela Perez, num crime que chocou o país. Outra gravação de destaque foi “A Carta”, na qual Erasmo cantou com Renato Russo.

Em 1995, ele voltou a ter destaque nas comemorações dos trinta anos da Jovem Guarda, que rendeu discos e shows. No ano seguinte, Erasmo gravou o álbum É Preciso Saber Viver, com regravações de canções de seu repertório.
O destaque foi para “Do Fundo do Meu Coração”, dueto com Adriana Calcanhotto. Somente em 2001 Erasmo voltaria a lançar um disco novo. Pra Falar de Amor traz interpretações dele para canções apenas suas, além de canções de Kiko Zambianchi e Marcelo Camelo.

O destaque é “Mais um na Multidão”, dueto com Marisa Monte e de autoria de Erasmo Carlos, Marisa Monte e Carlinhos Brown. No ano seguinte, ele lançou seu primeiro DVD ao vivo, além de um CD duplo.

No início de 2004, ele lançou seu trabalho mais autoral: Santa Música, com doze canções de autoria apenas de Erasmo Carlos. Além da faixa-título, destaca-se a faixa “Tim”, feita em homenagem a Tim Maia. Em 2007, Erasmo novamente lançou um disco no qual recebe convidados. Erasmo Carlos Convida, Volume II apresenta novos encontros musicais em que Erasmo interpreta parcerias dele com Roberto. Adriana Calcanhotto, Lulu Santos, Simone, Marisa Monte, Milton Nascimento e as bandas Skank e Los Hermanos estão entre os convidados. A faixa de maior destaque nas rádios é “Olha”, cantada com Chico Buarque, e tema da novela das 21 horas, Paraíso Tropical, da Rede Globo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários