Assessor executivo diz estar sofrendo perseguição e registra queixa na polícia

Vereador Samir Ali nega assédio ao servidor.

2836
Fabio Coelho Adriano, assessor executivo, e Samir Ali.

O assessor executivo Fabio Coelho Adriano, da Prefeitura de Vilhena, foi até a Delegacia de Polícia Civil nesta semana para registrar boletim de ocorrência contra o vereador Samir Ali, do PODEMOS.

Adriano, que ocupa cargo comissionado e está à frente da operação tapa buracos na cidade, sustenta que estaria sendo perseguido pelo vereador. No boletim de ocorrência, ele afirma que foi fotografado enquanto manobrava um trator no pátio da Secretaria Municipal de Obras (SEMOSP), seu local de trabalho. O veículo seria levado para uma oficina mecânica, explica o assessor. Em vídeo, ele fez um desabafo nas redes sociais (assista).

Samir Ali nega assédio moral contra servidores. Procurado pelo Vilhena Notícias nesta quinta-feira, 30 de julho, o parlamentar disse que foi até a SEMOSP para uma reunião com o secretário de Obras e que cumpriu com seu dever de vereador que fiscaliza quando alertou o assessor que ele não poderia dirigir o trator, por não ser do quadro de servidores estatutários e não ter permissão para conduzir o veículo pesado.

Samir garante que apenas advertiu o assessor e que encaminhará o caso ao Ministério Público para que o órgão avalie a situação.

Publicidade


Comentários