Alunas de curso de pintura gratuito revelam benefícios da atividade oferecida pela Prefeitura

377

O curso de pintura em tela ministrado gratuitamente pela pintora, curadora de arte e professora de pintura em tela Gracia Benelli, no Centro de Atendimento à Terceira Idade (Cati) e na Fundação Cultural de Vilhena (FCV), foi encerrado oficialmente ontem com a assinatura dos certificados de participação pelo prefeito Eduardo Japonês. Dezenas de alunas agradeceram o projeto e revelaram que a atividade serviu como terapia ocupacional.

Depois de vários meses aprendendo a transformar simples pinceladas em obras de arte e diferentes formas de expressar seus sentimentos, as alunas do Cati e da FCV encontraram na pintura uma maneira saudável de lidar com seus problemas internos.

“Eu me sentia de certa forma inútil, nos meus dias não tinham sentido para nada, mas no curso a cada dia eu via uma maneira de me expressar. Quando percebi tudo estava colorido, bonito e com significado”, contou “Belinha”, que garante que, assim como o
pintor holandês Vincent van Gogh, superou a depressão após descobrir o mundo da arte.

Eduardo Japonês reconheceu o benefício do trabalho com a arte e recebeu uma carta da embaixada de Roma. “Gostaria de parabenizar a todos vocês envolvidos com este trabalho lindo. Esse documento da Itália só nos mostra o quanto esse trabalho de vocês é importante e que aqui em Vilhena existem profissionais capazes de superar seus limites, de colocar em cada pincelada seus sentimentos e fazer sucesso.

Publicidade


A Prefeitura continuará com esse compromisso de apoio à arte e a Fundação irá colaborar fazendo uma exposição dessas obras em breve”, assegurou.

Também estiveram presentes na entrega dos certificados o vereador Rafael Maziero, a secretária de assistência social, Patrícia da Glória, a presidente da FCV, Kátia Valéria, a diretora do Cati, Ivanir Farias, a professora Gracia Benelli e a artista aluna do Cras (Centro de Referência em Assistência Social) Camila Schneider, que entregou ao prefeito a carta de agradecimento pelo apoio e compromisso do município para com a arte, direto da embaixada de Roma.

De acordo com Kátia, assim que o novo prédio estiver concluído, dentro das próximas semanas, a Fundação poderá oferecer espaço ainda melhor para que o curso de pintura tenha mais alunos e melhor estrutura com o apoio da Prefeitura.

Fonte: Semcom

Comentários