Máquina desenvolvida por professor da Faculdade AVEC tem patente reconhecida internacionalmente

4308

O professor José Wellington de Melo ministra aulas na Faculdade AVEC há mais de 9 anos. No início deste ano um de seus projetos foi reconhecido internacionalmente e teve sua patente deferida. O docente criou uma máquina que processa garrafas PET usadas e as transforma em um pó muito fino de Poli Tereftalato de Etileno, que está sendo usado em larga escala como um novo material para recobrir peças metálicas por aspersão térmica, que pode ser usado em inúmeros segmentos, como na industria da construção civil, produção de barcos e outros tantos setores, que necessitem material plástico.

O doutorando José Wellington trabalha no projeto desde 2001, realizando suas pesquisas no CETEC-MG, um renomado centro de pesquisas científica de Belo Horizonte.

O grande salto que seu invento proporciona, conta o professor, é a eliminação dos processos/procedimentos de laboratório para obtenção do material, “Antes fundia-se os resíduos de PET e depois submergia o material sob o nitrogênio líquido e ai sim, se obtinha o pó. Estas fases de processamento tornavam o material inviável financeiramente, pois o nitrogênio é um gás muito caro”, disse.

A carta patente foi emitida pelo INPI cujo título é: Processo e equipamento para cominuição de garrafas pet (poli tereftalato de etileno) pós-consumo através de cilindro. O desenvolvimento do projeto até sua finalização teve a colaboração de mais três profissionais, Alberto Alves do Nascimento, José Roberto Tavares Branco e Sthener Rodrigues Vieira Campos, a patente pode ser acessada no site do INPE pelo nº PI0300570-4 B1.

De acordo com o José Wellington, o processo e o equipamento poderão agora ser desenvolvidos em escala industrial, tornando-se possível a diminuição significativa dos resíduos de PET, que geralmente são encontrados nos lixões ou descartados pelas ruas das cidades brasileiras. “O foco agora é não levar mais esses resíduos para as recicladoras convencionais, utilizando este equipamento, poderemos dar um aproveitamento mais versátil para este material”, finalizou.

A faculdade AVEC forneceu total apoio ao professor, para que o mesmo concluísse seu projeto, que visa contribuir com ações de sustentabilidade para o Brasil e também para o resto do planeta.