Vilhena corre risco de surto de dengue, alerta Agevisa

432

Até outubro deste ano já houve 7 casos de dengue com sinais de alarme em Vilhena e um grave. Os dados são do Boletim Epidemiológico da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) de Rondônia que compilou os dados de e 01/01/2020 à 31/10/2020.

No estado, o número de casos notificados de Dengue e Zika foi reduzido, comparando o mês de outubro de 2020 ao mesmo período no ano de 2019. Em outubro do ano passado foram registrados 130 notificações de Dengue, enquanto atualmente os números registram queda para 91 casos notificados.

Em 2020, os municípios de Ariquemes, Alto Alegre dos Parecis, Parecis, Alta Floresta do Oeste, Cerejeiras, Vilhena, Nova Brasilândia, Nova Mamoré, Espigão d’Oeste entraram em surto com aumento de casos e houve a necessidade do Estado intervir no combate ao agravo.

É necessário atenção aos sinais e sintomas dos referidos agravos, porque podem ser confundidos com a Covid-19, levando a uma subnotificação de casos de Dengue e Zika.

A sociedade pode ajudar os entes públicos nesta luta contra os agravos se conscientizando em relação à limpeza, não acumulando lixo que sirva como criadouro do mosquito, mantendo fechados os recipientes que armazenam água, não jogar lixo em terrenos baldios, limpar frequentemente as calhas, manter telado o suspiro de fossas, entre outros que sirvam de criadouro para o mosquito.

Confira o Boletim Epidemiológico abaixo, ou clicando aqui:

Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?

Reload Reload document
| Open Open in new tab