Restauração do Museu Casa de Rondon está 80% concluída, veja fotos

Equipes da Setur e Semtic vistoriaram andamento da obra nesta sexta-feira.

5596
Obra avança e deve ser entregue no próximo dia 12 de dezembro

Com 80% da obra concluída, a obra de restauração do Museu Casa de Rondon em Vilhena foi vistoriada na manhã desta sexta-feira, 20, por equipes da Setur (Superintendência de Turismo) e Semtic (Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio) da Prefeitura de Vilhena. A previsão de entrega da obra pela empresa é no próximo dia 12 de dezembro.

“A obra está praticamente pronta. Estamos resgatando a história de Vilhena, o ponto turístico mais famoso da cidade. Então agora teremos mais um local de visitação que será administrado pela Fundação Cultural de Vilhena. Estamos, inclusive, na busca do acervo para trazê-lo de volta para cá, a fim de restabelecermos a história do município”, explica o secretário municipal de Turismo, Indústria e Comércio, Marcondes Cerrutti.

Calçadas, bancos e estrutura de iluminação já estão instalados. Além disso, o acabamento externo do museu, pintura e rampas de acessibilidade também foram colocadas. A infraestrutura elétrica foi finalizada e a ala administrativa com cozinha e banheiros entra na fase de acabamento nos próximos dias. Também estão sendo instalados os bloquetes do estacionamento de veículos, a grama do jardim e as telas da cerca de proteção.

“Mensalmente vimos ver aqui a execução do contrato. E chegando hoje aqui nos deparamos com um cenário muito bom, muito produtivo. Isso nos alegra. E quem tem a ganhar com isso é a população. A Prefeitura de Vilhena tem um papel muito importante na obra. Ela vem nos apoiando em toda a execução do contrato e a obra está prevista para ser entregue no dia 12 de dezembro, conforme o cronograma físico e financeiro. Esse será um grande dia pra Vilhena”, garante Bruno Sakamoto de Assis, presidente de fiscalização da Setur.

O proprietário da Construtora OK, Valter dos Santos, também esteve na obra e apresentou os avanços das várias equipes que trabalham no espaço. Sem derrubar as árvores nativas do local, o projeto respeita o espaço natural nos entornos do museu, com previsão de integração futura com a praça também em fase de conclusão no fim da macrodrenagem da avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, próxima ao local.

 

 

FONTE: SEMCOM