MP obtém condenação de casal pelo esquartejamento de agricultor de Seringueiras

64

Em sessão do Júri na comarca de São Miguel do Guaporé, na última quinta-feira (16/11), sob a sustentação do Promotor de Justiça Lincoln Sestito Neto, o Ministério Público obteve a condenação do casal M.F.C.N e S.V.M, pelo assassinato do agricultor Luís Carlos Gomes da Silva, conhecido como “Luís Cara de Flor”, crime ocorrido em dezembro de 2022 no distrito de Bom Sucesso, zona rural de Seringueiras.

De acordo com a denúncia do MP, baseada no inquérito da Polícia Civil, o corpo da vítima foi esquartejado e desovado em uma fossa na propriedade do casal, sendo localizado pela Polícia Militar três dias após sua execução.

O Promotor de Justiça Lincoln Sestito Net sustentou em sua acusação contra o casal o crime de homicídio, qualificado por motivo fútil, mediante meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima, bem como ocultação de cadáver. Os jurados, por maioria, acolheram as teses da promotoria.

A Juíza que presidiu a sessão estabeleceu uma pena de 24 (vinte e quatro) anos, 01 (um) mês e 04 (quatro) dias de reclusão e 20 (vinte) anos de reclusão e 13 (treze) dias-multa para os Réus.

O Promotor de Justiça enalteceu a rapidez na prestação jurisdicional, que em menos de 12 meses do homicídio, já houve sentença publicada em plenário do júri.