Impedida de entrar em bar sem máscara, mulher se revolta e lambe porta

6852

Viralizou nas redes sociais recentemente um vídeo que mostra uma mulher bastante revoltada após ser impedida de entrar em um bar na cidade de Houma, em Louisiana, nos Estados Unidos. Postado no Twitter na última quinta-feira, dia 2, o registro já foi visto mais de 3,1 milhões de vezes.

Nas imagens, feitas por alguém no interior do bar, chama a atenção o nível de indignação da mulher simplesmente por terem orientado que ela usasse uma máscara de proteção antes de entrar no local.

Publicidade


O vídeo mostra que a mulher se afasta um pouco da porta de vidro para logo em seguida correr até ela e bater com força usando o próprio corpo. Depois, fazendo pouco caso da preocupação em evitar o contágio do novo coronavírus, ela lambe a entrada do bar. Ela também diz estar infectada.

Os espectadores podem ser ouvidos pronunciando termos de espanto, além de risadas, por estarem impressionados com as atitudes dela.

O governo do estado da Louisiana divulgou em seu site uma série de informações sobre a importância de usar máscara como forma de proteção contra a propagação da Covid-19.

“Máscaras ou coberturas faciais devem ser usadas sempre que você estiver em espaços públicos, tanto dentro como fora, quando estiver perto de outras pessoas que não estão em sua casa imediata. Usar uma máscara é proteger os outros. Quando você usa uma máscara, protege os outros e quando os outros usam uma máscara, eles o protegem. É como manter uma porta aberta para alguém: é ser gentil, cortês e um bom vizinho”, afirma o conteúdo oficial daquele estado americano.

O post destaca ainda que máscaras de pano funcionam como proteção, podendo “efetivamente bloquear a propagação de gotículas de fala e respiração que espalham a Covid-19”.

 

 

 

FONTE: PSICOLOGIA DO BRASIL

Comentários