Ciência: homem cego volta a ver após primeiro transplante de córnea artificial do mundo

248

A ciência constantemente cria soluções com o objetivo de conseguir fazer deficientes visuais voltarem a enxergar, como foi o caso passado de uma córnea humana em impressora 3D. Agora, médicos realizaram o primeiro transplante de córnea artificial bem-sucedido do mundo.

O paciente foi um homem cego de 78 anos. Depois de passar 10 anos com deformidades na sua córnea, Jamal Furani voltou a ver. Ele conseguiu ler textos e reconheceu parentes após o implante.

De acordo com o criador do dispositivo, o médico Gilad Litvin, foi uma emoção grande ser testemunha de alguém que conseguiu enxergar outro ser humano novamente.

Criado pela startup israelense CorNeat, o implante artificial é chamado de KPro. Ele consiste em um nano-tecido sintético não degradável, posicionado sob uma membrana que cobre a superfície da pálpebra e a porção branca do globo ocular.

Quando é colocado, ele gera uma integração com o tecido vivo e passa a atuar de forma a estimular a “proliferação celular” presente dentro do olho. Assim, serve com perfeição pra ficar no lugar de uma córnea deformada ou opaca.

Apesar de ser um procedimento considerado simples – dura menos de uma hora – o transplante de córnea precisa de mais doadores para atender a alta demanda. Caso venha a avançar no futuro, pode ser a solução de tratamento para pessoas cegas a nível global.

 

FONTE: TUDO CELULAR