WILLIAN BRAGA: Ministério Público abre investigação sobre caso das cestas básicas doadas com produtos da merenda escolar

1692

O Ministério Público por meio da promotora Yara Travalon Viscardi, iniciou a apuração do caso do secretário de educação, professor Willian Braga, que segundo os vereadores vilhenenses teria distribuído cestas básicas à famílias carentes do município, mas na presença da pré-candidata a vereadora Vivian Repessold.

O secretário justificou, em sabatina durante sessão da Câmara de Vereadores, no dia 05 de maio, onde por quase três horas explicou que teria distribuído cerca de quatro cestas básicas, e que a professora Vivian, mesmo sendo pré-candidata, e ex-secretaria de educação, fazia parte do quadro administrativo da secretaria de educação.

O caso começou em março, já em meio a quarentena, quando em meados de março, o vereador Samir Ali (PODEMOS) sugeriu, por meio de indicação parlamentar, que a prefeitura utilizasse os produtos da merenda escolar para fazer cestas básicas às famílias dos alunos mais carentes, já que as escolas estavam fechadas.

Na época a secretaria de educação, informou que já estava estudando a possibilidade, antes mesmo da indicação do vereador, e que as cestas seriam distribuídas em breve. O professor Willian Braga assumiu o cargo de Vivian Repessold, quando a mesma precisou deixar o cargo, já que pela lei eleitoral ninguém pode estar em cargo de confiança que seja ordenador de despesas seis antes do pleito.

Publicidade


Segundo a investigação dos vereadores, entre eles, Samir Ali, Wilson Tabalipa e Ronildo Macedo, o então secretário de educação teria distribuído as cestas junto com Vivian, visando dar força a sua candidatura, e que também o secretário teria viajado em meio a pandemia para resolver problemas particulares para a cidade Rolim de Moura.

Agora todos os envolvidos serão ouvidos pelo Ministério Público, que deverá ou não oferecer denúncia à Justiça.

Leia também:

 

 

 

Comentários