Vítimas do massacre na Fazenda Vilhena foram rendidos e obrigados a ficar de joelhos antes de morrer

Nego Zen teria sido torturado antes de morrer.

55672
Nego Zen e sua esposa foram brutalmente executados

Segundo informações obtidas no local, sete pistoleiros chegaram na fazenda e renderam Heladio Cândido Senn, conhecido como Nego Zen e sua esposa Sônia Biavatti e mais três funcionários. Os pistoleiros teriam chegado pelos fundos da sede da fazenda na noite de ontem por volta das 19 horas e ao perceberem que haviam crianças no local, resolveram não atirar. Uma das crianças que estava no local teria alertado sobre a aproximação dos pistoleiros.

As vítimas foram obrigadas a ficar de joelhos antes de serem executadas na varanda da casa. Segundo informações, Nego Zen teria sido torturado dentro da residência antes de morrer.

A esposa de um dos funcionários que é cozinheira da fazenda, foi levada para um quarto juntamente com as duas crianças que são netas de Nego Zen e tiveram suas vidas poupadas.

 

A cozinheira e as crianças passaram a noite trancadas em um quarto e de manhã, ela conseguiu arrombar a janela e fugir com as crianças, foi quando encontrou um dos filhos de Nego Zen que estava há cerca de 15 km de distância da fazenda, e avisou sobre o que tinha acontecido. O filho de Nego Zen então acionou a polícia.

Vários locais da fazenda foram alvejados por arma de fogo, até mesmo a bandeira do Brasil que estava fixada em um barracão.

A funerária Dom Bosco fez a remoção dos corpos.