VILHENA 43 ANOS: A “Estrada Velha” que fez muitas mortes na época da madeira

8760
Foto: Memória Vilhenense

A imagem fala por si só e reflete as dificuldades de trafegabilidade na época em que Vilhena e os municípios do Cone Sul eram ocupados por famílias vindas de vários rincões do país.

Trata-se da conhecida “Estrada Velha” que tinha por destino o município de Colorado. A referida estrada inicia próxima ao Posto Fiscal e foi feita na época pelo Incra, que aproveitou um “picadão” que existia da cidade de Vilhena à fazenda Terra Rica. Porém, a precária trafegabilidade também resultou em muitas mortes.

O ex-prefeito de Vilhena, Vitório Abrão, recorda os primórdios desta foto histórica. “Na época, a estrada foi muito ‘mal feita’ pelo Incra e dava acesso à fazenda Terra Rica, do seu Antônio Pereira. Por falta de organização, o Incra aproveitou o picadão e deu no que deu: houve mortes, principalmente na era da madeira, já que muita gente puxava madeira de Colorado e os caminhões não conseguiam subir as serras das estradas, matando os motoristas e as pessoas que estavam dentro dos veículos. Quase todos os dias havia uma morte nessa estrada, que também foi aberta para transportar os colonos que saiam de Vilhena até Colorado”, disse.

Abrão, porém, relembra que muitos colonos percorriam a estrada a pé, numa distância de 100 kms. “Era normal este percurso pelos colonos. Você via a romaria feita pelas famílias, indo a pé e chegando lá em até três dias de viagem. O destino era o que hoje é Colorado, já que naquela época a cidade era conhecida como a sede do Incra Paulo de Assis Ribeiro. A estrada foi muito ‘mal feita’, o que ceifou a vida de muita gente”.