Vigilante bancário morre de Covid-19 em Vilhena

13772

Valdete Rodrigues de Lima, 48 anos, que prestava serviços como agente de portaria no hospital municipal São Lucas, no município de Cerejeiras, veio a óbito na tarde desta sexta-feira, 28 de agosto, no Hospital Regional de Vilhena.

Valdete foi vigia por muitos anos da agência do Banco do Brasil de Cerejeiras e atualmente residia no município de Vilhena, onde prestava serviços com vigia em uma agência bancária e também como agente de portaria do hospital municipal de Cerejeiras.

Segundo apurado, Valdete Rodrigues foi internado no domingo, 23 de agosto Hospital Regional de Vilhena, teve uma melhora na terça-feira, mas nesta quinta-feira (27) precisou ser internado na UTI. Seu quadro era considerado grave e acabou evoluindo para óbito na tarde desta sexta-feira, 28 de agosto.

Valdete era evangélico, presbítero da igreja Assembleia de Deus, muito querido pelos colegas do Hospital municipal São Lucas de Cerejeiras, deixa esposa e duas filhas, que estão em isolamento domiciliar por estarem contaminadas pelo novo Coronavírus. Elas estão fazendo uso de medicamentos prescritos pela equipe médica.

Fonte: MIDIA RONDÔNIA