Segunda dose da vacina contra a Covid-19 permanece armazenada nas Regionais de Saúde

616

Os municípios de Rondônia receberam a primeira dose da vacina para imunizar as pessoas que fazem parte do perfil prioritário da primeira remessa de imunizantes enviada para o Estado. A segunda dose permanece armazenada na Rede de Frio das Regionais da Saúde, por questões de segurança e condições de armazenamento, até o período de vacinação estabelecido para cerca de 28 dias.

Na primeira fase estão sendo imunizados trabalhadores da área da Saúde, que atuam na linha de frente no combate à Covid-19, indígenas aldeados e idosos acima de 60 anos institucionalizados. Na primeira remessa, foram distribuídas 49.208 doses da vacina para os municípios, incluindo a quantidade que está reservada na Central de Rede de Frio Estadual e nas Centrais Regionais da Saúde instaladas nos municípios de Ji-Paraná, Cacoal, Rolim de Moura e Vilhena.

O diiretor-geral em exercício na Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Edilson Silva, explica o motivo de os municípios receberem somente as vacinas para a primeira dose de imunização. “Essas vacinas não podem sofrer oscilação de temperatura e há cidades que não oferecem estrutura adequada para o acondicionamento, mas os munícipes podem ficar tranquilos que as vacinas serão devidamente encaminhadas para a segunda dose, conforme os grupos prioritários preconizados pelo Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde”, afirma.

O período que o Estado adotou para a segunda dose da vacina de combate à Covid-19 é de 28 dias após a aplicação da primeira dose, quando a vacina oferece 97% de produção de anticorpos.

De acordo com o coordenador estadual de Imunização da Agevisa, Ivo Barbosa, a quantidade de pessoas a serem vacinadas neste primeiro momento não corresponde ao total de doses recebidas na primeira remessa enviada pelo Governo Federal, pois é preciso garantir a segunda dose, ou seja, na prática serão imunizadas 24.604 pessoas na primeira fase da campanha de vacinação contra a Covid-19 em Rondônia. “Imunizamos metade do público previsto e reservamos a segunda dose. As demais pessoas serão imunizadas à medida que os lotes forem enviados pelo Ministério da Saúde”, detalha Ivo Barbosa.

 

Secom – Governo de Rondônia