Professora Gilda lança candidatura a vereadora: “é preciso resgatar os reais valores da política”

“É preciso desmistificar que todo político é ladrão e corrupto. É preciso dar oportunidade para a renovação, novas pessoas que buscam o bem comum, o bem coletivo”, diz pré-candidata.

1592
Gilda começou no serviço público há 15 anos como zeladora em escolas municipais. Em 2013, se formou em pedagogia pela Unir. (Foto: Renato Spagnol)

As eleições municipais de 2020 podem resgatar a credibilidade das instituições democráticas e recuperar a confiança da sociedade na política. Assim pensa a professora da rede municipal de Vilhena, Gilda Aparecida Rodrigues, que aos 44 anos aceitou o desafio de estrear na política concorrendo pelo Partido Social Democrático (PSD) a um mandato municipal porque acredita que é hora de o Poder Legislativo local resgatar os reais valores da política.

Em visita ao Vilhena Notícias nesta sexta-feira, 25 de setembro, a professora Gilda disse que nunca disputou uma eleição, mas ressalta que sempre esteve ligada à política. “A política não está presente na vida social apenas nas eleições”, aponta a professora. Para ela, sem dúvida, “o que se decide nesse momento é importante e interfere na vida de cada um. Mas é no interior de cada espaço de convivência que a política acontece em seu sentido mais amplo”. Como estreante na política, ela luta pelo voto consciente como um forte instrumento de mudança política e social.

“É preciso desmistificar que todo político é ladrão e corrupto. É preciso dar oportunidade para a renovação, novas pessoas que buscam o bem comum, o bem coletivo”, destaca a professora.

Trajetória

Filha de pioneiros, Gilda nasceu em Vilhena e viveu parte de sua infância num dos bairros mais tradicionais da cidade, o São José. Hoje ela é moradora do Setor 17. Sobre o porquê aceitou o desafio de lançar sua candidatura ao Legislativo municipal, ela explicou: “sou filha dessa terra e conheço as demandas da nossa comunidade e, principalmente, da minha área de atuação, a educação”.

Gilda ingressou no serviço público por meio de concurso há 15 anos e o início foi como zeladora em escolas da rede municipal. Nesse período ela conciliou o trabalho com os estudos e em 2013 se formou em pedagogia pela Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Há quatro anos ela trabalha como professora das séries iniciais da Escola Municipal Penha Rosendo Leite, antiga Antônio Donadon, e participa de projetos sociais da Pastoral da Fé e Política da Igreja Católica.

Gilda pretende fazer campanha com apoio de familiares e amigos. Assim que iniciar o período determinado pela Justiça Eleitoral ela quer ir às ruas para fazer o “corpo a corpo” e explicar ao eleitorado como deve agir um vereador, como os legisladores são eleitos e o que o cidadão pode esperar e cobrar deles.

Mulher na política

A professora Gilda destaca que nas últimas décadas a luta pelo direito das mulheres vem avançando no país, e aponta a cota de 30% para mulheres nas eleições proporcionais como um exemplo de conquista. Porém, o cenário ainda é de baixa representatividade feminina em cargos de poder e decisão política. “Esse panorama precisa mudar”, finaliza Gilda Rodrigues.