Prefeitura de Vilhena recebe concentradores de oxigênio do Estado para o combate à covid-19

Equipamentos serão instalados nesta semana e ajudarão no tratamento dos pacientes moderados

664

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus), recebeu nesta quarta-feira (7), concentradores de oxigênio e oxigênio líquido doados pelo Governo do Estado e do Ministério da Saúde que colaborarão para o tratamento dos pacientes com quadro moderado de gravidade do novo coronavírus. A remessa foi entregue na Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF) e destinada ao Hospital Regional de Vilhena (HRV), que administra a Central de Atendimento à Covid-19.

“O prefeito Eduardo Japonês está em Porto Velho e em nome dele agradeço imensamente ao ao empenho do deputado estadual Luizinho Goebel e do governador Marcos Rocha, que se esforçaram e conseguiram estes concentradores de oxigênio. Vivemos a pior fase da pandemia no país e estes aparelhos serão fundamentalmente necessários para as próximas semanas. Temos mais uma ferramenta para podermos atender da melhor forma quem for infectado pela doença”, aponta Siclinda Raasch, secretária municipal de Saúde.

Os quatro concentradores que chegaram até Vilhena foram obtidos através do empréstimo do Governo do Amazonas, que destinou 50 aparelhos para Rondônia. O deputado Luizinho Goebel solicitou junto ao Governador Marcos Rocha que parte destes equipamentos fossem encaminhados para Vilhena, o que foi atendido de prontidão.

FUNCIONAMENTO – Os novos equipamentos permitem concentrar oxigênio a partir do ambiente, dando a pureza de até 95%, então a substância é destinada ao paciente por meio de cânulas. O concentrador é indicado em casos moderados de gravidade da infecção para o tratamento do novo coronavírus, permitindo respiração com apoio de oxigênio enquanto garante maior durabilidade do estoque de cilindros de oxigênio disponíveis no município.

Além dos concentradores de oxigênio, o município também recebeu nesta quarta, através do Ministério da Saúde, 10,9 mil kg de oxigênio líquido. De acordo com Clair Cunha, diretor do HRV, somente esta remessa é suficiente para 15 a 20 dias de oxigênio para o tratamento dos pacientes, um reforço importante para o estoque caso a demanda aumente ainda mais nos próximos dias ou semanas, já que a oferta de oxigênio atual já é suficiente para todos os leitos.

O prefeito Eduardo Japonês, que está em Porto Velho em busca de mais vacinas, reconhece o esforço das autoridades estaduais e pede empenho de todos para superar a pior fase da pandemia. “Sigo na luta por mais vacinas, tenho conversado muito com o governador Marcos Rocha, sobre novas remessas e compras para a nossa cidade. Agora, para os índices de contaminação diminuírem, depende de todos nós, evitando sair de forma desnecessária e tomando todas as medidas de segurança”, conclui Eduardo.

MAIS AJUDA – Na última semana, a Central Covid de Vilhena, recebeu ainda doação da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) em Rondônia, sendo entregue pela da Presidente da Subseção de Vilhena, Vera Paixão, mais 10 máscaras de VNI (ventilação não-invasiva) para o tratamento de pacientes da covid-19 que apresentam complicações pulmonares que tenham potencial de evoluir para quadros graves. O tratamento com as máscaras melhoram os níveis de oxigenação no sangue e diminuem novas complicações da doença que poderiam levar o paciente à intubação.