Por decreto, prefeito de Vilhena suspende gratificações de servidores e determina corte de comissionados

Atualmente o município tem 598 servidores comissionados, segundo dados do Portal da Transparência

6469
Foto: Divulgação/Semcom

Através de decreto, assinado no dia 31 de outubro de 2019, o prefeito Eduardo Tsuro (PV) cortou dezenas de gratificações que eram concedidas a servidores do município por meios de Funções Gratificadas, as chamadas FG’s. A decisão prevê ainda exoneração em massa de servidores com cargos em comissão. Os cortes devem atingir todas as Secretarias. A medida vale a partir do dia 1º de novembro.

Segundo a assessoria do prefeito, a decisão visa conter gastos e “equilibrar as finanças do município neste final de ano”. A prefeitura ressalta ainda que a medida já foi adotada por gestores anteriores.

Atualmente o município tem 598 servidores comissionados, segundo dados do Portal da Transparência. A prefeitura não divulgou quantos serão desligados da administração municipal.