Pitbull é morto pela PM após atacar várias pessoas e chegar a arrastar uma mulher pela rua, em Vilhena

Até o momento o responsável pelos dois PitBull não foi localizado, o corpo do cachorro morto ficou pela responsabilidade do SAAE de ser retirado da rua

14612
(imagem: ilustrativa)

Na manhã desta quarta-feira (21), a Polícia Militar foi acionada com urgência à BR-174 em frente ao comércio Arevil, avenida Jô Sato, bairro Bela Vista, para atender uma ocorrência onde dois cachorros da raça “PitBull” estavam atacando pessoas no local público. Diante da urgência, a PM foi até o endereço citado. 

Ao chegar no local, a guarnição se deparou com alguns trabalhadores que aguardavam transporte para deslocamento para trabalho e os mesmo relataram que foram atacados por dois cachorros, cor branca, muito agressivos, o qual sofreram lesão corporais com várias mordidas, ainda foi informado que não ocorreram lesões mais graves porque uma vítima  subiu em uma árvore e a outra  ter conseguido se esconder dentro de um veículo.

A vítima identificada por M. R apresentava lesões nas mãos e na perna esquerda devido as  mordidas de um dos cachorros, M. R. foi socorrido e recebeu os devido atendimentos. A segunda vítima também apresentava lesões porém saiu do local com seu veículo não sendo nem mesmo possível os policiais coletaram os dados pessoais.

De acordo com as testemunhas, ambos Pit Bulls teriam ido em direção ao interior do bairro Bela vista, diante da informação, a PM se deslocou a rua 1812, e imediatamente se deparou com os dois cachorros correndo em direção a um grupo de pessoas que estavam em frente a um bar, porém esse grupo conseguiu se livrar do ataque ao se trancarem. 

O ataque contra populares continuou logo em seguida, os dois cachorros se depararam com uma mulher que transitava na rua e a encurralaram em um murro realizando várias mordidas na mulher. Diante disso, a PM não viu outra alternativa e efetuou vários disparos de arma de fogo Pistola calibre .40 e carabina 12 contra os animais que já estavam arrastando a vítima pela rua.

Neste momento, um dos cachorros soltou a mulher e veio de encontro com os policiais para realizar mais um ataque, diante disso, o cachorro foi abatido e o segundo cachorro saiu correndo pelo bairro machucado, não sendo possível localizá-lo. 

A vítima apresentava várias lesões nas pernas, abdômen e braço, e foi socorrida pela guarnição militar.

Foram realizadas diversas diligências para possível identificação do responsável e proprietário dos animais, mas sem êxito até o momento do registro da ocorrência.

A guarnição solicitou a secretária de Obras a realização do recolhimento do animal abatido da via pública, o qual seria providenciado pela SAAE.