INOCENTE: Empresário vilhenense fica preso por 5 dias após ser confundido em imagem de circuito de segurança

9948

No domingo, 11 de outubro, um empresário de 37 anos do ramo de bares foi detido após os donos de uma conveniência, de um posto de combustível no centro da cidade, terem o identificado como autor do furto de um smartphone Samsung A20s, cor preta.

A “identificação” foi feita pelas imagens do circuito interno de câmeras. De acordo com informações levantadas pelo VILHENA NOTÍCIAS, o empresário estava na conveniência por volta das 13h40, e neste momento, o referido smartphone estava no balcão de salgados carregando. Minutos depois a pessoa que cuidava do balcão de ausentar, o celular sumiu.

Ao assistirem as imagens, uma pessoa muito parecida com o empresário, inclusive com o mesmo tom de camisa, foi visto pegando o celular. O empresário desde o início negou a autoria e foi para sua casa.

A polícia militar foi chamada para atender a ocorrência, assistiu as imagens cedidas pelos donos da conveniência e foram até a casa do “suposto” autor do furto, onde o prenderam em flagrante por furto.

INOCENTE

Na delegacia o delegado de plantão, baseado nas testemunhas e no chefe da guarnição da polícia militar que assistiram ao vídeo, arbitrou a fiança em R$ 5 mil. O empresário, que recentemente abriu um empreendimento na cidade, disse que era inocente e que não tinha como pagar a fiança.

Familiares procuraram a advogada Dra. Regiane Garate, para provar a inocência do empresário. Foi pedido o relaxamento da prisão do homem, mas o Ministério Público se manifestou por manter a fiança.

Então, após o vídeo ser cedido pela conveniência e mostrado a autoridade policial, que confirmou que o empresário não era o autor do furto, a juíza Liliane Bilharva despachou a imediata soltura do empresário, nesta última quinta-feira, 15 de outubro.

Segundo a advogada do empresário, após passar cinco dias presos sendo inocente, ele entrará com ação judicial para que os danos morais e materiais sejam reparados.