Ex-presidente da ASMUV contesta vitória do adversário e convoca nova eleição com apenas seu nome como candidato

192
Foto: Renato Spagnol

O ex-presidente da Associação dos Servidores Municipais (ASMUV), Luiz Carlos Lacerda está promovendo novas eleições para a presidência da entidade. As urnas foram distribuídas nas repartições públicas do município durante todo o dia desta terça-feira, 21 de fevereiro.

Por volta das 11h00, a redação do VILHENA NOTÍCIAS recebeu ligações de alguns servidores municipais, dizendo que a eleição seria ilegal, uma vez que já há uma decisão judicial em favor do professor Ranulfo de Camargo Barbosa, eleito no dia 30 de novembro de 2016 para presidir a ASMUV.

Na época, o então presidente, Luiz Carlos Lacerda não aceitou o resultado das urnas e alegou que houve fraude. Ainda hoje, Lacerda afirma que servidores não filiados votaram em favor do candidato, Ranulfo Barbosa.

O caso acabou indo parar na esfera judicial, pois Lacerda não aceitando o resultado das urnas, fechou as portas da ASMUV e se negou fazer a transferência de cargo, tendo inclusive trancado as portas da associação para impedir a entrada do neo-eleito. Após a eleição, Luiz Carlos determinou que fosse registrado em ata a nulidade da votação em decorrencia das suspeitas de irregularidades. Também foi formalizado por Luiz Carlos o registro de anulação da eleição junto ao cartório.

Na segunda quinzena de janeiro deste ano, o juiz eleitoral Andresson Cavalcante não acatou o pedido de Luiz Lacerda e determinou que um Oficial de Justiça pegasse as chaves para entregar ao novo presidente, Ranulfo. Entretanto, Luiz não foi encontrado na ocasião.

Em face do sumiço de Luiz Lacerda, o juiz determinou, após ação judicial da chapa vencedora, que todas as fechaduras fossem trocadas por uma empresa especializada na companhia de um Oficial de Justiça, conforme pedido no despacho emitidono dia 16 de janeiro. Em 27 de janeiro, uma liminar do Tribunal de Justiça em Porto Velho, confirmou a decisão da justiça local e DEFERIU o pedido da chapa encadebaçada por Ranulfo para que tomasse posse. Desde então, o professor preside a entidade com base na decisão liminar.

No dia 11 de janeiro, Luiz Carlos publicou no jornal Gazeta de Rondônia, o edital de convocação para eleição no dia 21 de fevereiro de 2017, da nova diretoria e conselho fiscal da ASMUV.

As urnas foram distribuídas essa manhã, e a votação corre normalmente com apenas a chapa de Luiz Carlos Lacerda presente na cédula eleitoral. A reportagem do VILHENA NOTÍCIAS vistou dois locais de votação, um no Hospital Regional e outra o Paço Municipal. Na prefeitura, Luiz Lacerda conversou com a reportagem e disse que está agindo com base no estatuto da associação. “Essa eleição é legal. Quero com ela, mostrar à justiça que os filiados me querem como presidente da ASMUV”, disse Luiz. Sobre a presença de apenas uma chapa na cédula, Luiz Lacerda disse que Ranulfo não quis se candidatar.

Os filiados podem votar SIM ou NÃO para a seguinte pergunta: Chapa 01 “Trabalhando pela união e respeito aos servidores” – Presidente Luiz Lacer.Em caso de obtenção de 50% mais 1 dos votos, Lacerda irá protocolar junto à justiça, o resultado na tentativa de provar que tem o apoio da maioria dos filiados. A associação conta hoje com mais de 700 filiados.

Ainda no decorrer desta manhã de terça-feira, 21, a Polícia Militar chegou a ser acionada. Mas, a PM decidiu não fazer o recolhimento das urnas, com base na alegação de eleição ilegal. Também foi realizado hoje, segundo Luiz Lacerda, uma audiência de conciliação no Fórum, onde estiveram presentes ele, Luiz e o professor Ranulfo. Segundo Luiz, a audiência foi infrutifera, pois não houve acordo entras as partes.

O resultado da eleição deverá ser anunciado após às 18h00 desta terça.