Ex-Governador Daniel Pereira vira réu no inquérito da “Operação Pau Oco”

1252

Na última quinta-feira, dia 19 de novembro de 2020, o juiz da 2ª vara criminal da comarca de Porto Velho recebeu denúncia oferecida pelo Ministério Público do estado de Rondônia contra o ex-governador Daniel Pereira pelos crimes de falsidade ideológica, associação criminosa e incêndio quando ainda era governador. Além de Daniel Pereira, a cônjuge Ester também é ré no mesmo processo.

A ação criminal deriva de um dos inquéritos policiais que tramitava na famigerada operação “Pau Oco”. Daniel é acusado de determinar que ateassem fogo em sua fazenda de forma criminosa e contra as normas ambientais as quais ele mesmo deveria defender enquanto chefe de estado e ainda registrar ocorrência policial falsa (falsidade ideológica) buscando encobrir o crime. De acordo com o que foi apurado até o fechamento da reportagem o ex-governador valeu-se também da sua posição para determinar ao secretário da SEDAM, também investigado, que fosse ao local e encontrasse uma “solução” para ajudar a encobrir o crime ambiental cometido.

Esse é um dos inquéritos nos quais Daniel Pereira é investigado dentro da Operação Pau Oco, havendo rumores de que muitas outras denúncias ainda virão em desfavor do ex-mandatário. As penas máximas somadas dos crimes pelos quais Daniel é acusado nesse processo, somadas, podem chegar a 14 anos de prisão.

Daniel veio a público em várias ocasiões condenando a operação sob pretexto de que não haveria provas e que estaria sendo perseguido pela polícia civil e pelo ministério público, chegou mesmo a afirmar que delegados e policiais da operação seriam uma verdadeira “organização criminosa”. O caso ganhou muita repercussão diante da indignação do ex-governador com a investigação.

Contudo, com o recebimento da denúncia a justiça acata o que a polícia e o ministério público apresentaram no inquérito, inclusive com perícias, tornando Daniel e sua esposa réus em processo criminal.

VÍDEO:

Fonte: Notícias 190