Diretora de escola municipal fala sobre o retorno presencial das aulas em Vilhena

Fátima Azevedo é diretora da Escola Marizeti Mendes de Oliveira e explica quais medidas de segurança estão sendo tomadas no espaço escolar.

2308

Com a volta às aulas da rede municipal em Vilhena prevista para setembro deste ano, as escolas já estão se preparando para receber os alunos. O Plano de Retorno às Aulas esta sendo construído de forma coletiva ainda não está totalmente concluído, porém todas as medidas de prevenção ao coronavírus estão sendo tomadas e várias adaptações estão sendo feitas nas escolas da rede municipal de ensino de Vilhena.

O retorno às aulas presencias não será obrigatório, e muitos pais ainda estão com dúvidas sobre autorizar o retorno presencial dos filhos para a escola. A diretora da Escola Marizeti Mendes de Oliveira, Fátima Azevedo, conversou com o VILHENA NOTÍCIAS e explica como a escola está se organizado e se adaptando para o retorno presencial dos alunos.

“Através da Resolução 051/CME/VHA foi aprovado pelo Conselho Municipal de Educação o documento chamado de “Plano de Retorno às aulas presenciais”. Este documento juntamente com outros como a norma Técnica nº53/2020/Agevisa nortearão a construção do “Plano Pedagógico de Retorno às Aulas” o qual esta sendo construído pela SEMED de forma coletiva com a participação de todos os servidores das escolas municipais, e nele constarão todos os procedimento necessários para que esse retorno seja seguro. É uma nova realidade para a Educação, uma fase de adaptações, tanto para os alunos quanto para nós professores. E neste processo a atuação dos pais é fundamental. Precisamos trabalhar todos juntos”, salienta a diretora.

 

O AMBIENTE ESCOLAR

As escolas da rede municipal de Vilhena já estão adaptando seus espaços com todas as medidas de prevenção ao coronavírus, algumas são:

Os alunos deverão chegar no horário exato a que se iniciam as aulas. Os pais devem evitar deixar os filhos na escola antes do horário para evitar aglomerações. Assim como devem buscar os filhos também no horário exato;

No portão das escolas haverá um servidor que irá medir a temperatura da criança antes de entrar;

Os pais não poderão acompanhar os filhos até a porta da sala. A intenção é que somente servidores e alunos transitem pelo espaço escolar;

Todos os alunos deverão usar máscara, e é dever dos pais orientá-los sobre as questões higiênicas;

Os pátios estão sendo demarcados com uma distância de 1,5 metros por aluno;

As salas de aula também estão sendo adaptadas com uma distância de 1,5 metros por aluno;

Os pais que optarem pelo retorno do filho à escola, assinará um Termo de Autorização para o retorno presencial das aulas garantindo que não enviara seu filho para a escola caso o mesmo não esteja bem;

Em relação aos pais que não desejam que seus filhos retornem para as aulas presenciais, estes também deverão assinar um termo;

Pratos, talheres e copos de plástico serão substituídos por inox para que haja uma melhor esterilização e segurança para os alunos;

Merendeiras já receberam treinamento para preparar os alimentos e servir os alunos com segurança;

Como o Plano Pedagógico de Retorno às Aulas ainda não está totalmente definido, várias outras mudanças poderão surgir no ambiente escolar e todas as medidas tomadas serão para a segurança dos alunos e servidores da rede municipal de educação.

 

ATUAÇÃO DOS PAIS NA EDUCAÇÃO

Nesta nova fase, a atuação dos pais será primordial para que seus filhos retornem as aulas presenciais com segurança. Os profissionais da educação estão se esforçando ao máximo para que tudo seja feito com extremo cuidado e segurança sanitária, porém sem o auxilio dos pais não será possível ter sucesso.

“Nós precisaremos muito da colaboração dos pais para reconstruir a Educação com aulas presenciais, compreender a nova realidade com as mudanças necessárias, e essa adaptação não será fácil. Os pais deverão orientar os filhos quanto à questão de higiene, o uso correto de máscara, saber a hora de trocar a máscara, não trocar a máscara com o coleguinha, a higiene das mãos, o uso do álcool, não tocar no coleguinha, etc. A questão do horário de início e término das aulas também precisa ser lavado a sério pelos pais. Antes, alguns pais deixavam os filhos na escola antes do horário de início das aulas, agora não será permitido, pois nossa realidade é outra. O portão irá abrir exatamente no horário em que as aulas irão se iniciar. Portanto pedimos a colaboração dos pais quanto à responsabilidade de horários”, declara Fátima.

Na escola Marizeti Mendes de Oliveira, alguns alunos já estão frequentando o ambiente escolar com as novas adaptações. São alunos que estão com dificuldade de aprendizagem no formato online e estão recebendo o suporte da escola para que não tenham a aprendizagem afetada.

Durante a entrevista para o VILHENA NOTÍCIAS, a diretora Fátima Azevedo precisou interromper a entrevista duas vezes e chamar a atenção de três pais que adentraram o espaço escolar de máscara e após passar pela servidora que estava no portão, retiraram as máscaras e transitavam pelo espaço escolar colocando em risco os alunos e servidores. Por isso a colaboração dos pais é fundamental.

A diretora da Escola Marizeti Mendes de Oliveira, Fátima Azevedo, explica a importância da atuação dos pais no retorno às aulas presenciais

“A entrada dos pais no ambiente escolar está sendo liberada somente para que possam entrar e se dirigir à secretaria ou direção para resolver alguma pendência. Pois, por medida de segurança do Covid, fica proibido os pais circularem pelas portas das salas de aula, todo e qualquer contato com o professor deverá ser agendado através do telefone em horário contrario a aula do mesmo”, enfatiza a diretora.

Fátima agradece a Secretaria Municipal de Educação pelo empenho e diz que tudo está sendo feito com muita segurança.

“Gostaria de agradecer a Secretaria Municipal de Educação e ao prefeito Eduardo Japonês pela atenção, seriedade e respeito com a educação no município. Tudo está sendo feito com muita segurança, pensando nos servidores e nos alunos. O prefeito Eduardo não tem medido esforços para que tudo seja executado da melhor forma possível, nos valorizando como profissionais da educação e tem sido nosso grande parceiro. Então os pais que optarem pelo retorno dos filhos às aulas, podem ter a certeza de que a segurança vem em primeiro lugar”.

A diretora também agradece ao ex-secretário da Educação, Ronaldo Alevato e parabeniza a nova secretária, Amanda Areval.

“O ex-secretário Ronaldo Alevato contribuiu muito para a educação do município. Ele nos apresentou um perfil conciliador, ele conseguiu unir todas as escolas do município para que caminhassem juntas. Ele visitou escola por escola, ouviu todos nós e também não mediu esforços para nos ajudar nesse período de pandemia. Ele sempre esteve presente nas escolas para atender as dificuldades de cada uma. E acreditamos que a nova secretária de educação, Amanda Areval, seguirá esse mesmo perfil. Ficamos apreensivos com a saída do Ronaldo, ficamos com medo de interferências políticas e que a pessoa que fosse assumir a secretaria não tivesse o conhecimento necessário para assumir uma pasta tão importante. Mas quando a Amanda foi nomeada, respiramos aliviados. Ela acompanhou todo o trabalho do Ronaldo e foi muito importante durante a gestão dele na Semed. O prefeito Eduardo mais uma vez é digno de elogio quando escolhe uma professora de carreira para assumir uma pasta tão importante. A Amanda é capacitada para o cargo e tenho certeza que ela fará um trabalho de excelência na educação de Vilhena”, finaliza a diretora.