Desserviço do Serviço Autônomo de Água mata estudante de 21 anos do IFRO em Vilhena

Saae não sinalizou local que virou lamaçal em pleno centro de Vilhena.

17320

Na noite desta quarta-feira, 12 de fevereiro, por volta das 23h45, o estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do IFRO de Vilhena, Jefferson Bruno Souza Souto, 21 anos perdeu a vida, após sofrer um acidente causado por uma obra do SAAE, não sinalizada na Avenida Major Amarante, esquina com a rua Marcos da Luz.

Durante a tarde o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) quebrou o asfalto da Major Amarante e cavou fundo, para tentar controlar um vazamento na tubulação de água que passa pelo local. Porém, como de costume, após o reparo na tubulação, o SAAE apenas compactou a terra e foi embora. Não foi feito a colocação de piche nem asfalto no local, e por fim nenhuma sinalização foi instalada para os carros, motoqueiros e pedestres.

Jefferson pilotava uma Honda XRE 300 de cor vermelha e placa de Vilhena, sentido bairro São José, e ao passar pelo local da obra, perdeu o controle da moto e acabou caindo e batendo o pescoço em uma árvore da avenida principal de Vilhena, morrendo na hora.

O local da obra, com a chuva virou um verdadeiro lamaçal e cheio de buracos, quem realmente passa pelo local desavisado com moto ou bicicleta, pode perder o controle e cair.

Publicidade


Os bombeiros chegaram ao local e constaram o óbito do jovem, que apresentava também trauma encefálico.

Comentários