Cerejeiras: Após deixar filha com avós por causa da covid, mãe retorna e avós não devolvem a criança

Segundo a mãe, a demora para retornar para buscar a criança foi por conta de ter contraído a covid-19

5208

Na tarde da última segunda-feira (19), compareceu a delegacia de Polícia Civil de Cerejeiras, uma mulher informando que os avós paternos de sua filha teriam ficado responsáveis pela criança apenas por alguns meses e desde então não querem devolvê-la mais. 

De acordo com a ocorrência, a mãe da criança relatou que teve um relacionamento com . F. R. S., por dois anos e desse relacionamento tiveram uma filha, hoje com quase dois anos de idade, após a prisão do companheiro, há uns quatro meses, eles deixaram de se relacionar. A mãe ainda disse que estava morando em Chupinguaia juntamente com a criança, na casa da madrinha da filha e por estar passando por dificuldades, ela deixou a criança com os avós paternos, onde está há quatro meses. 

A mulher ainda informou no seu relato que, não teve contato com a criança nos últimos meses por causa da Covid-19, e na segunda-feira (19) ela veio visitar a criança e foi informada pelos avós que eles haviam entrado na justiça para obter a guarda da criança.

Segundo a mulher, somente nesse momento ficou sabendo da intenção dos avós em ficar com sua filha, ela que chegou a pedir a permissão dos avós para sair com a filha, porém foi impedida pelos mesmos. 

O Conselho Tutelar tomou conhecimento do caso no dia 20/07/2021, e disse à mãe da criança que se acaso não conseguisse resolver o problema era para retornar. 

Diante disso, a ocorrência foi registrada contra os avós.