8785

RENATO SPAGNOL: Bares de Vilhena copiam grandes centros e cobram taxa de 10% dos clientes

A taxa de serviço, cobrada pelos estabelecimento geralmente no valor de 10% do total consumido, corresponde à gorjeta dos funcionários. Mas afinal, é preciso pagar?

Foto: Reprodução

Quem viaja por grandes centros do país, ou até mesmo ao exterior, certamente já se viu diante da cobrança de um valor de taxa de serviço em restaurante e bares. Em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília a prática é comum em diversos tipos de estabelecimentos. Bares, restaurantes, entre outros, adotam o acréscimo de 10% sobre o total da conta do cliente. Mas o que isso tem a ver com Vilhena?

Bem! O que antes parecia ser algo apenas dos grandes centros começa a fazer parte da vida e do bolso do vilhenense. No último mês visitei dois estabelecimentos na área central da cidade e, para minha surpresa, lá estava acrescido na minha conta uma taxa de dez por centro sobre o valor da despesa. Uma taxa que, diga-se de passagem, me foi apresentada “formalmente” na hora de pagar a conta.

O que diz a lei

Adotada há vários anos nas grandes capitais a taxa tem por objetivo complementar o pagamento de garçons e outros profissionais envolvidos com o preparo e o gerenciamento de alimentos e bebidas, mas somente em 2017 a cobrança virou lei, a chama Lei da Gorjeta (13.419/2017).

Publicidade


O probleminha é que, muitas vezes, os estabelecimentos por “esquecimento” não informam antecipadamente a cobrança do valor, ou ainda, omitem que a taxa é apenas uma sugestão da casa e que o consumidor não é obrigado a pagar nada além do que consumiu.

Há quem não se importe em pagar

Um levantamento do Yahoo Finanças feito em fevereiro de 2019 aponta que no Brasil há uma espécie de “consenso cultural pelo pagamento da taxa de serviço” e que nos grandes centros o brasileiro não vê problema em pagar os 10% a mais quando são bem atendidos.

E se você ficou curioso para saber quais são os estabelecimentos que adotam a cobrança em Vilhena eu digo o seguinte: dê mais atenção ao cupom fiscal antes de pagar a conta.

Comentários